Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Quais ações comprar agora para surfar o Ibovespa até os 147 mil pontos?

17/12/2019 - 11:41
Surfe
Apesar de a alta recente ter sido forte, a próxima etapa do rali está apenas começando e deve ser apoiada por uma recuperação econômica acelerada (Imagem: Unsplash/@seefromthesky)

Com a expectativa de que o Ibovespa retorne à sua média histórica, em 147 mil pontos, o BTG Pactual listou as suas principais recomendações de investimentos em ações para 2020, revela um relatório enviado a clientes.

“Esperamos que as ações brasileiras continuem em a sua trajetória em 2020, depois de ter apresentado forte desempenho por quatro anos consecutivos – o índice subiu 147% de 2016 a 2019”, explicam Carlos Sequeira e Osni Carfi.

Segundo eles, apesar de a alta recente ter sido forte, a próxima etapa do rali está apenas começando e deve ser apoiada por uma recuperação econômica acelerada.

“Neste ponto, sinais de que a economia está acelerando são evidentes. Esperamos que os investimentos e o consumo das famílias sejam os principais impulsionadores do crescimento econômico em 2020, impulsionados pelo crescimento do emprego, expansão do crédito e outra rodada de reformas econômicas”, indicam.

B3 Mercados
No cenário mais otimista do BTG, o Ibovespa pode alcançar os 201 mil pontos (Imagem: B3/Youtube)

Projeções

O banco destaca que espera, já no curto prazo, a caminhada do Ibovespa para o nível dos 118 mil pontos. O cenário-base, mais provável, estima o índice a 133.616 pontos.

Veja os níveis possíveis:

Estimativas para o Ibovespa em 2020, segundo o BTG Pactual
Cenário 1 Cenário 2 Cenário 3 Cenário 4 Cenário 5
Custo de capital 12% 11% 9,50% 9,50% 9%
Crescimento do PIB 5% 5,50% 5,50% 6% 6,50%
Alvo Preço/Lucro 9,2x 11,50% 16,40% 17,90% 24,70%
Alvo para o Ibovespa (pontos) 74.794 93.782 133.616 145.432 201.210

A equipe de análise do banco também identificou as principais ações para capturar este crescimento no próximo ano. Foram identificadas 27 ações em 13 setores.

Renner
(Imagem: Money Times)

Varejo

Lojas Renner (LREN3)

Magazine Luiza (MGLU3)

Financeiro

B3 (B3SA3)

Stone (STNE)

Agronegócio

São Martinho (SMTO3)

Bradesco
(Imagem: Gustavo Kahil/ Money Times)

Bancos

Bradesco (BBDC4)

Itaú (ITUB4)

Serviços

Cemig (CMIG4)

CPFL (CPFE3)

Light (LIGT3)

Petróleo e Gás

Petrobras (PETR4)

Cosan (CSAN3)

Suzano
(Imagem: Instagram da Suzano)

Materiais

Gerdau (GGBR4)

Suzano (SUZB3)

Alimentos

JBS (JBSS3)

Minerva (BEEF3)

(Imagem: Divulgação Hapvida)

Saúde e Educação

Cogna (COGN3)

Hapvida (HAPV3)

Transportes e Infraestrutura

Rumo (RAIL3)

Localiza (RENT3)

CCR (CCRO3)

Oi Empresas Telefonia
(Imagem: Gustavo Kahil/Money Times)

Telecomunicações

Totvs (TOTS3)

Sinqia (SQIA3)

Oi (OIBR3)

Construção Imobiliária

Trisul (TRIS3)

Aliansce

Shoppings e Propriedades

BR Properties (BRPR3)

Aliansce Sonae (ALSC3)

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Gustavo Kahil - 17/12/2019 - 11:47

Ultrapar, dos postos Ipiranga, perde R$ 593 milhões com rede de farmácias