Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Radar do mercado: Paralisação dos servidores e alta dos treasuries colocam pressão sobre Ibovespa

Kaype Abreu
18/01/2022 - 9:34
BB espera que os ativos apresentem viés de cautela, diante da conjunção dos fatores externos e internos. (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

A paralisação dos servidores no Brasil e a expectativa de que o Fed comece o ciclo de aperto monetário em março nos Estados Unidos são alguns dos destaques dos relatórios de abertura das corretoras nesta terça-feira (18).

O Ibovespa futuro caía 0,86 por volta das 9h30, após os mercados globais amanhecerem negativos (EUA em baixa de 1,2% e Europa em queda de 1,2%) com o avanço da taxa de juros dos títulos de 10 anos americanos para 1,83%, maior valor dos últimos dois anos.

Na China, o índice CSI 300 subiu 1,0%, ainda reverberando a política monetária mais acomodativa anunciada pelo banco central chinês na segunda-feira (17). O índice de Hang Seng fechou em baixa de 0,4%.

Veja o que importa para a bolsa nesta terça, segundo quatro analistas:

BB Investimentos: Impacto nas contas públicas

Para o BB Investimentos, a pressão do funcionalismo público federal por reajustes salariais segue gerando preocupações por possíveis novos impactos nas contas públicas e eventuais pressões inflacionárias.

“No mais, seguem no radar a provável pressão política por mais gastos em um ano eleitoral, os receios de aumento de despesas provocadas por uma nova onda da pandemia, a possível ampliação do programa Auxílio Brasil e o noticiário em torno do Orçamento de 2022 que precisa ser sancionado ou vetado até a próxima sexta-feira (21)”.

O banco espera que os ativos apresentem viés de cautela, diante da conjunção dos fatores externos e internos, com o Ibovespa operando em queda, enquanto o dólar e a curva de juros devem apontar alta, diz.

Safra: Mobilização limitada

O Safra comenta que a participação dos servidores na paralisação pode ser limitada por conta das férias e do receio com a variante Ômicron. O banco lembra que a mobilização poderá ser remarcada por conta da adesão.

Servidores pedem reajuste de 28%, o que para o Safra é difícil de ser concretizado — cada 1% de aumento cresce em R$3 bilhões as contas do governo, sublinha o banco, que pondera ainda que o Supremo Tribunal Federal (STF) pode derrubar aumento caso seja dado reajuste a um cargo só.

Ágora: Alta dos juros dos treasuries

A Ágora Investimentos vê a aversão ao risco no cenário internacional pesando mais nos mercados domésticos, em um dia de agenda econômica esvaziada. “A alta dos juros dos treasuries e do dólar ante outras moedas emergentes tendem a pressionar os juros futuros e câmbio”, comenta.

“O BC americano tem sinalizado que deve anunciar sua primeira elevação de juros na reunião de março, em função da persistência da inflação alta e à medida que o mercado de trabalho segue se recuperando dos impactos da pandemia do covid-19”, comenta.

XP: Preços do petróleo atinge maior nível em 7 anos

A XP Investimentos destaca que os preços do petróleo atingiram o nível mais alto em sete anos, “colocando em risco a desinflação global prevista para este ano”. O petróleo Brent atingiu 87,3 dólares por barril esta manhã, enquanto o petróleo WTI está acima de $ 85.

“A tendência é impulsionada pela forte demanda nas maiores regiões consumidoras do mundo, como EUA e Europa, e está acontecendo apesar da sinalização do Fed de uma política monetária mais apertada à frente”, comenta.

A tensão renovada no Golfo Pérsico, responsável por cerca de 40% do petróleo transoceânico no mundo, também contribuiu para pressionar os preços.

Última atualização por Kaype Abreu - 18/01/2022 - 9:47

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto