Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Raia Drogasil: resultados fracos não tiram confiança dos analistas sobre empresa

12/08/2020 - 15:23
Raia Drogasil RADL3
A performance ruim da Raia Drogasil não intimidou o BB Investimentos, que segue confiante com a capacidade da empresa de enfrentar os desafios impostos pelo coronavírus (Imagem: Money Times/Gustavo Kahil)

A Raia Drogasil (RADL3) fechou o segundo trimestre do ano com números fracos, como projetado pelo mercado.

O lucro líquido da companhia encolheu 60% no comparativo anual, para R$ 60,2 milhões, enquanto a receita líquida cresceu 5,8% e totalizou R$ 4,4 bilhões. O Ebitda ajustado atingiu R$ 231,8 milhões, ante R$ 363,6 milhões de abril a junho de 2019.

“Ao longo do trimestre, a companhia enfrentou fechamento das lojas localizadas em shopping centers e redução do fluxo de pessoas em loja devido às medidas de isolamento social, bem como a postergação do ajuste anual do preço de medicamentos. Tudo isso considerado, era de se esperar pressão sobre os resultados do trimestre”, afirmou Georgia Jorge, analista do BB Investimentos.

O SSS (vendas nas mesmas lojas) da rede de farmácias registrou queda de 2,6% no período em razão da antecipação das compras no início de março e de uma demanda menor por medicamentos para tratamentos agudos não urgentes. O desempenho só não foi pior por conta do e-commerce, que acelerou 586% e representou 7,6% do total de vendas no trimestre.

Resiliente

A performance ruim da Raia Drogasil não intimidou o BB Investimentos, que segue confiante com a capacidade da empresa de enfrentar os desafios impostos pelo coronavírus.

O BTG Pactual (BPAC11), embora veja a ação negociando com um prêmio elevado em relação aos varejistas brasileiros (45 vezes o P/L (preço sobre lucro) para o fim de 2021 versus 34 vezes para o setor) – o que pode limitar o potencial de valorização no curto prazo –, defendeu a execução superiora da rede, bem como o seu plano de expansão agressivo em novas regiões e formatos.

Todas essas perspectivas positivas reforçaram a visão estrutural otimista do banco sobre o nome. A recomendação de compra e o preço-alvo para os próximos 12 meses de R$ 121 foram reiteradas.

O BB Investimentos deve incorporar os resultados do segundo trimestre à tese da companhia. Por ora, a equipe de análise manteve a recomendação neutra, com preço-alvo para o fim de 2020 de R$ 110,80.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 12/08/2020 - 15:23