Redução no uso de fluxo de ordens reflete a importância das criptos na receita da Robinhood

04/08/2021 - 8:07
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
PFOF faz com que corretores direcionem o fluxo de ordens de clientes para empresas de negociação de alta frequência para, em seguida, internalizar e combinar as ordens; essa prática pode ser suspensa se a SEC intervir (Imagem: Reuters/Andrew Kelly)

Parece que pagamentos por fluxo de ordens estão se tornando cada vez menos importantes à Robinhood, empresa recém-listada na bolsa (HOOD) e “broker” de criptomoedas, segundo dados compilados pelo The Block.

Durante o segundo trimestre deste ano, a Robinhood registrou, em documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (SEC), que havia lucrado US$ 217 milhões em pagamento por fluxo de ordens — ou “payment for order flow” (PFOFs).

PFOF se refere ao processo em que brokers transferem suas ordens de ação e opções do varejo para que grandes empresas de negociação as internalizem. Essas empresas de negociação pagam por esse fluxo de ordens.

Isso gera controvérsia: alguns críticos afirmam que a prática apresenta conflitos de interesse enquanto defensores afirmam que ajuda a diminuir o custo de negociação.

Faz tempo que a Robinhood depende dessa prática em grande parte de suas receitas, mas também parece que isso está mudando, de acordo com os dados.

Os PFOFs da Robinhood caíram 35% entre o primeiro e o segundo trimestres de 2021. No primeiro trimestre, lucrou US$ 331 milhões com PFOF. Enquanto isso, as receitas da empresa aumentaram de US$ 522 milhões para US$ 574 milhões, refletindo um aumento de 4,59% para 9,96%.

Isso sugere que a Robinhood teve um aumento em suas receitas transacionais fora da negociação de ações e opções, principalmente nas receitas transacionais de cripto e empréstimos de seu produto em margem e prêmio, Robinhood Gold.

Clientes da Robinhood Gold podem negociar em margem e ter acesso a dados de mercado mais detalhados, segundo seu site.

Em relação a cripto, diversas fontes contaram ao The Block que a empresa visa expandir sua unidade, chamada de Robinhood Crypto, impulsionada, em parte, pelo enorme impacto que teve em sua rentabilidade.

Diversificar o negócio pode ser benéfico caso reguladores suspendam seu PFOF. Na verdade, a empresa notou o risco dessa possibilidade em seu documento:

Se, em geral, nossos clientes não aprovarem mais as práticas de PFOF e Redução de Transações ou os formadores de mercado específicos, com quem fazemos negócio, podem ter uma opinião adversa de nosso modelo de negócio — devido à atenção negativa da mídia — e decidir limitar ou interromper o uso de nossa plataforma.

Espera-se que a SEC dos EUA, liderada pelo presidente Gary Gensler, revise essa prática.

Na semana passada, a Robinhood teve uma estreia instável na Nasdaq, caindo mais de 10% ao longo do dia de negociações. Porém, desde então, compensou essas perdas e subiu durante a sessão dessa terça-feira (3), atingindo quase US$ 47 por ação — subindo mais de 30% desde quinta-feira (29).

(Imagem: TradingView)

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 04/08/2021 - 8:13

Cotações Crypto
Pela Web