Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Reino Unido e França reforçam apoio para doar vacinas à Covax

19/02/2021 - 8:11
Emmanuel Macron
Macron se comprometeu a enviar 5% dos suprimentos de vacinas contra a Covid-19 comprados pela França para países mais pobres por meio do programa Covax (Imagem: Facebook/Emmanuel Macron)

Nesta sexta-feira, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anuncia que o Reino Unido doará vacinas excedentes contra o coronavírus a países em desenvolvimento, em linha com promessa semelhante do presidente da França, Emmanuel Macron, para reforçar a batalha global contra a pandemia de Covid-19.

A “maioria” de qualquer futuro excedente de vacinas contra o coronavírus no Reino Unido será compartilhada com o programa Covax, apoiado pela Organização Mundial da Saúde, segundo comunicado do gabinete de Johnson divulgado na quinta-feira.

O plano reforça os 548 milhões de libras (US$ 766 milhões) que o país já doou para o programa, que visa fornecer vacinas a algumas das nações mais pobres do mundo.

O anúncio, feito antes de uma videoconferência nesta sexta-feira entre líderes do G-7 liderada por Johnson, pode dar impulso a um esforço até agora ausente por parte das economias avançadas para combater a pandemia, especialmente entre países com menos recursos para enfrentar a crise de saúde.

Espera-se que a legalização das apostas esportivas seja muito significativa aos impostos

Macron se comprometeu a enviar 5% dos suprimentos de vacinas contra a Covid-19 comprados pela França para países mais pobres por meio do programa Covax, e Johnson planeja incentivar outros líderes a aumentarem o financiamento.

O presidente francês pediu que EUA e Europa apoiem sua proposta de compartilhar de 4% a 5% de seus suprimentos de vacinas contra o coronavírus e, em entrevista ao Financial Times, disse que a chanceler alemã Angela Merkel apoia a ideia. O gabinete de Johnson não disse quantas doses o Reino Unido planeja doar à iniciativa.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também pretende usar a videoconferência na sexta-feira para anunciar que vai dobrar os recursos da União Europeia para o programa Covax, de acordo com autoridade da UE com conhecimento do assunto, o elevará para 1 bilhão de euros (US$ 1,2 bilhão) a contribuição do bloco ao programa de vacinas para países mais pobres .

Apoio dos EUA

Autoridades dos EUA, que falaram com jornalistas sob condição de anonimato antes da videoconferência, disseram que o presidente Joe Biden irá anunciar US$ 4 bilhões em financiamento para a Covax, mas que o país não planeja compartilhar doses com outras nações até que as necessidades internas de vacinação sejam atendidas.

O primeiro-ministro do Reino Unido também planeja pedir aos líderes do G-7 que apoiem os esforços para acelerar o desenvolvimento de vacinas para novas doenças, estabelecendo a meta de reduzir o período para 100 dias em relação aos cerca de 300 dias necessários para desenvolver vacinas contra o coronavírus.

Joe Biden
Autoridades dos EUA, que falaram com jornalistas sob condição de anonimato antes da videoconferência, disseram que o presidente Joe Biden irá anunciar US$ 4 bilhões em financiamento para a Covax (Imagem: Reuters/Carlos Barria)

O Reino Unido já encomendou mais de 400 milhões de doses de sete fabricantes para vacinar a população de 67 milhões de pessoas.

Uma avaliação será feita no final do ano para determinar o que pode ser doado à Covax, com base na confiabilidade da cadeia de suprimentos e se novas vacinas serão necessárias para combater as variantes ou como doses de reforço no outono do hemisfério norte.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 19/02/2021 - 8:11

Pela Web