Relatório trimestral da Genesis mostra contínua demanda por dólares no mercado de crédito cripto

05/05/2021 - 8:22
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A demanda por dólares está colocando pressão para que mutuantes do mercado encontrem novas fontes de financiamento (Imagem: Crypto Times)

Desde que a Genesis Global Trading lançou um negócio de empréstimos em 2018, gerou mais de US$ 40 bilhões em empréstimos — e esse crescimento não parece estar diminuindo.

A empresa, que publica um relatório sobre suas negociações, empréstimos e derivativos a cada trimestre, teve um aumento de 136% em empréstimos pendentes em comparação ao trimestre anterior, totalizando US$ 9,03 bilhões.

O aumento drástico em empréstimos pendentes ilustra o desejo por crédito, que está sendo direcionado por uma demanda “persistente” por dólares entre participantes do mercado cripto.

Essa demanda por dinheiro em espécie está ligada à negociação-base, lucrando pela diferença entre o preço de futuros entre o bitcoin e a outra criptomoeda.

Também existe a demanda por empresas do mercado que querem tomar dólares emprestado em troca de suas criptomoedas para realizar operações sem ter de vendê-las.

Empréstimos ativos e pendentes (Imagem: Genesis Internet Data)

A entrada de capital corporativo no mercado cripto nos últimos meses está contribuindo para a demanda por crédito, segundo Josh Lim, líder de derivativos na Genesis.

Em entrevista ao The Block, Lim disse que o “maior direcionador vem do crescimento do uso do tesouro corporativo de cripto e as necessidades relacionadas ao empréstimo desses tipos de contas”.

“Está bem ligado ao crescimento geral da indústria”, disse Lim, que havia trabalho na Galaxy e na Circle anteriormente, em cargos de negociação. “Não é apenas a ação de preço, como também a categoria qualitativa de contrapartes que estão entrando no mesmo setor.”

“Querem ter o máximo de eficiência de capital que puderem para aplicar risco em estratégias alavancadas, negociações-base e de derivativos ou programas de rendimento em DeFi, ou qualquer que seja o seu mandato”, acrescentou ele.

Lim e a equipe da Genesis não são os únicos que estão empolgados sobre o crescimento do mercado de empréstimos.

Alan Lane, CEO do Silvergate, contou ao The Block em uma entrevista recente que é provável que a entrada de capital corporativo impulsione a demanda por crédito. Silvergate empresta a clientes que armazenam suas cripto com parceiros de custódia por meio da SEN Leverage.

Bitstamp, a corretora cripto, é uma das fornecedoras de custódia e, recentemente, afirmou acreditar que irá gerar quase US$ 250 milhões de empréstimos até o fim do ano por meio da SEN.

“Você tem a galera como Elon”, disse Lane, se referindo a Elon Musk, CEO da Tesla, que realizou uma grande alocação de US$ 1 bilhão em bitcoin. “Ele poderia ter colocado esse bitcoin sob custódia da Silvergate sobre o qual poderíamos emprestar dólares.”

A demanda por dólares está colocando pressão para que mutuantes do mercado encontrem novas fontes de financiamento. Uma fonte pode ser familiares àquelas que são familiares com a linguagem de Wall Street: securitização.

Na verdade, o assunto de agrupar empréstimos ou pagamentos de juros em produtos securitizados que bancos ou outros agentes financeiros adquirem de empresas cripto está se tornando central em conversas recentes no mercado de crédito cripto.

“É um assunto bem, bem comum”, confirmou Lim.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 05/05/2021 - 8:22

Pela Web