Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Santos Brasil ou CCR? Quem se deu melhor no leilão de infraestrutura?

12/04/2021 - 14:50
Tarcísio de Freitas
Tocado pelo ministro Tarcísio de Freitas, o governo licitou com sucesso cinco terminais portuários, resultando em R$ 216 milhões de taxas (Imagem: Divulgação/Ricardo Botelho/MInfra)

O Governo Federal pisou no acelerador e está andando com as concessões de ativos de infraestrutura no país, promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

Tocado pelo ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas, o governo licitou com sucesso cinco terminais portuários, resultando em R$ 216 milhões de taxas de concessão e R$ 555 milhões de investimentos.

Além disso, houve o leilão de aeroportos, onde foram concedidos 22 terminais. Com oferta de R$ 2,88 bilhões, a CCR (CCRO3) levou a concessão de 9 terminais do bloco Sul, o mais cobiçado.

A francesa Vinci, que já opera o terminal de Salvador, ficou com o bloco de sete terminais da região Norte, com lance de R$ 420 milhões.

Espera-se que a legalização das apostas esportivas seja muito significativa aos impostos

Para a Ágora Investimentos, a Santos Brasil (STBP3) foi o grande destaque dessa primeira rodada.

A empresa vem colecionando boas notícias nas últimas semanas: além do leilão, já mencionado, a companhia renovou o contrato com a sua principal cliente, a Maersk.

Segundo a corretora, os investimentos nos portos podem acrescentar R$ 0,10 às ações da Santos Brasil.

“As ações estão sendo negociadas a 7,4x EV / EBITDA estimado para 2022, um desconto de 17% para os pares globais”, acrescentam Victor Mizusaki e José Cataldo.

No caso da CCR, a dupla destaca que a empresa foi a grande vencedora da 6ª rodada de concessões de aeroporto.

“De acordo com o estudo de viabilidade econômica divulgado pelo Governo Federal, os dois blocos (Centro e Sul) podem adicionar R$ 328 milhões de Ebitda, que mede o resultado operacional, em 2022, o que a nosso ver pode compensar 23% da redução do Ebitda com o fim da NovaDutra e da Rodonorte”, destacam.

A Ágora tem recomendação de compra tanto para a CCR, com preço-alvo de R$ 18, quanto para a Santos Brasil, que tem preço-alvo de R$ 12.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 12/04/2021 - 14:50

Pela Web