Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ser começa a mostrar resultados com novas ofertas de cursos digitais

13/12/2020 - 15:30
Educação, Ensino à Distância, EAD
A Ser anunciou na sexta-feira que pretende desembolsar R$ 150 milhões no novo ciclo de investimentos para 2021 (Imagem: Pixabay)

A Ser Educacional (SEER3) adotou a estratégia certa ao ampliar os investimentos em educação digital, afirmou a Ágora Investimentos. Na avaliação da corretora, a empresa está caminhando na direção certa e já mostra resultados sólidos com as novas ofertas de cursos no segmento.

A Ser anunciou na sexta-feira que pretende desembolsar R$ 150 milhões no novo ciclo de investimentos para 2021. Desse montante, até R$ 100 milhões serão destinados para aquisições de “EdTechs” e R$ 50 milhões servirão para desenvolver a plataforma de ensino da empresa e criar novos cursos e conteúdos digitais.

O plano de investimentos da companhia também prevê a retomada de unidades e polos de ensino a distância (EAD). Serão cinco unidades digitais, que terão desde cursos híbridos a aulas 100% online, e 50 polos EAD.

Segundo a Ser, os investimentos seguem o crescimento da base de alunos e o aumento da demanda por cursos a distância.

Por ora, cautela

Apesar do bom desempenho das operações digitais, a Ágora manteve a recomendação neutra para a ação da Ser, com preço-alvo de R$ 19 ao fim de 2021.

“Embora os números iniciais pareçam promissores, ainda precisaremos de algum tempo para entender completamente a dinâmica desta nova base de alunos no que diz respeito ao seu ciclo de admissão e, especialmente, às taxas de evasão, uma vez que os cursos ainda são novos e têm um ingresso mais baixo em comparação com os cursos tradicionais de ensino a distância da Ser”, explicaram os analistas Fred Mendes e Flávia Meireles.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 13/12/2020 - 15:30