Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ser Educacional: o que esperar das ações em 2021?

26/01/2021 - 15:17
Em relação a margem Ebtida, os analistas preveem que o indicador deverá permanecer estável, com o uso mais intenso de ferramentas tecnológicas (Imagem: REUTERS/Diego Vara)

As ações da Ser Educacional (SEER3) acumularam uma queda de 86% em 2020 puxada pela crise do coronavírus, que esvaziou as salas de aula. Mas em 2021, a empresa poderá ensaiar uma recuperação? De acordo com os analistas do Santander, sim.

Para entender melhor quais são as perspectivas da empresa para este ano, os especialistas Marcio Osako e Rafael Barros fizeram uma reunião com o diretor de relações com investidores da Ser Rodrigo Alves.

No geral, ele destacou perspectivas positivas, com a receita e o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) se recuperando organicamente.

“A entrada de alunos no campus está crescendo até agora, apesar do desempenho negativo em Manaus e a base de comparação (ou seja, nenhum impacto da Covid-19 até meados de março de 2019)”, afirmaram.

A dupla também ressalta o investimento da empresa em 2021 (de R$ 600 milhões a R$ 800 milhões) em escolas de medicina e em tecnologia (edtechs).

Em relação a margem Ebtida, eles preveem que o indicador deverá permanecer estável, com o uso mais intenso de ferramentas tecnológicas, o fechamento de quatro campus, a redução de inadimplência e o ganho de escala.

Com isso, o Santander reiterou a recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 23,30, o que implica valorização de 55% em relação ao último fechamento.

EAD salvação da lavoura

O setor de educação ganhará uma força extra do ensino a distância (EAD) neste ano. Na avaliação da Ágora Investimentos, esse segmento será o principal destaque em 2021, com aumento crescente da base de alunos para todas as empresas.

A Ser Educacional é uma boa opção para capturar esse crescimento, diz a corretora.

A Ágora tem recomendação de compra para a ação, com preço-alvo de R$ 21. A companhia registrou a segunda melhor captação de estudantes no segmento presencial no segundo semestre do ano passado, mas foi o ensino a distância que deixou os analistas atentos sobre o nome.

A corretora também incorporou as aquisições mais recentes à tese de investimento da Ser, o que levou a uma revisão para cima de 21% para as receitas da empresa em 2021.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 26/01/2021 - 15:19