Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Sinqia fecha em queda de 3% em dia de precificação de oferta subsequente

17/09/2019 - 17:45
As ações da companhia são negociadas em queda de 2,09% a R$ 70,40 (Imagem: Facebook da Sinqia)

Por Investing.com

Nesta terça-feira, as ações da Sinqia fecharam em queda na sessão que vai marcar a precificação de seus papéis na oferta subsequente de ações. A operação, que será primária, deve levantar cerca de R$ 320 milhões.

Dessa forma, os papéis da companhia (SQIA3) caíram 3,07% a R$ 69.69. Somente neste ano, as ações da Sinqia acumulam ganhos de 176,45%, sendo que em 12 meses o valor supera os 240%.

De acordo com o Valor Econômico, a antiga Senior Solutions, começou a semana com um volume a ser alocado determinado. A realização do follow-on entrou em fase de avalia em reunião do conselho de administração, com a contratação do BTG Pactual e Credit Suisse para coordenar tal movimento.

No começo de setembro, a companhia aprovou a venda de, inicialmente, 4,5 milhões de ações ordinárias, com esforços restritos de colocação, nos termos da Instrução CVM 476/09. Até a data da conclusão do Procedimento de Bookbuilding, a quantidade de ações inicialmente ofertada poderá ser acrescida, em comum acordo com os coordenadores, em até 35% do total, ou seja, em até 1,575 milhão de ações.

No final do mês passado, a companhia emitiu comunicado, em resposta a um ofício da B3, sobre oscilação atípica das ações (que ganharam mais de 30% em 30 dias), atribuindo o movimento ao plano de desdobramento de ações. Além disso, a companhia afirmou, na época que a realização da potencial oferta restrita estava sujeita às condições do mercado e aprovações societárias e que ainda não havia definição ou aprovação de sua conclusão.

Isenção de IR

A Sinqia se enquadra nas regras da lei 13.043/14, na seção IV, que, originada da MP 651/14, que garante a isenção tributária sobre o ganho de capital nos investimentos em ações de pequenas e médias empresas até 31 de dezembro de 2023. O objetivo do governo com tal medida foi incentivar as emissões de ações por empresas de menor porte.

As regras valem para as companhias que abriram capital no segmento especial Bovespa Mais e que têm o valor de mercado até R$ 700 milhões e faturamento bruto anual inferior a R$ 500 milhões.

A Sinqia fez sua listagem na bolsa em 2012 no programa Bovespa Mais, realizou oferta pública inicial de ações (IPO) em 2013 e, hoje, está no Novo Mercado. Entre outros exemplos, a Nutriplant, produtora de fertilizantes, e a Nortec Química, da área de princípios químicos farmacêuticos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 17/09/2019 - 17:43