SLC confirma ocorrência de incêndio criminoso em fazenda no MT

Lucas Eurico Simões
03/09/2021 - 11:52
SLC Agrícola
A área atingida pelo incêndio é destinada a Reserva Legal. Portanto, a companhia reforça  que não foram afetadas áreas de plantio (Imagem: YouTube/SLC Agrícola)

A SLC Agrícola (SLCE3) confirma ao mercado a ocorrência de incêndio criminoso, praticado por terceiros, na área de Reserva Legal da fazenda Perdizes, localizada em Mato Grosso, com boletim de ocorrência registrado no dia 04 de agosto.

A área atingida pelo incêndio é destinada a Reserva Legal. Portanto, a companhia reforça  que não foram afetadas áreas de plantio.

“Em função do clima extremamente seco e da falta de chuvas, registradas nesse período do ano, são recorrentes princípios de incêndios em várias regiões, debelados pelas equipes brigadistas das propriedades”, explica a SLC em comunicado enviado ao mercado nesta sexta-feira (03).

A fazenda de Perdizes, alvo do fogo criminoso, possui área de 13.318 hectares, sendo 7.910 hectares de reserva legal.

A SLC Agrícola reitera que preserva 33% da área total de suas fazendas, ou seja, são 97,4 mil hectares de áreas nativas preservadas, percentual superior ao exigido pelo Código Florestal Brasileiro para áreas de Cerrado.

A meta da empresa é, até 2030, diminuir em 25% a quantidade de gases do efeito estufa por meio do investimento em novas tecnologias no campo e na indústria.

Em 2020, captamos um total de R$ 480 milhões na forma de Certificados Recebíveis do Agronegócio (CRA), classificados como CRA Verde, destaca a SLC entre suas metas ESG (Ambiental, Social e Governança, na sigla em português).

Paralelamente, a companhia — que tem produção focada em sojamilho algodão — divulgou, no final de agosto, que suas propriedades foram avaliadas em R$ 6,9 bilhões pela consultoria independente Deloitte, representando salto de 75% em relação aos R$ 3,9 bilhões do ano passado.

Entrevista: como investir em agro em 2021?

Money Times conversou com Jojo Waschmann, CIO da Vitreo, para entender qual é a melhor maneira de investir em um setor que não para de crescer no Brasil: o agronegócio.

Com grande destaque no país, muitos se perguntam como é possível ganhar dinheiro com commodities agrícolas, sem ter que colocar as próprias mãos na terra.

Sabendo disso, a gestora está lançando o Vitreo Agro, com administração do BTG Pactual, que é o primeiro fundo multimercado de agronegócio do Brasil. Nele, o valor mínimo de investimentos é de R$ 100.

De acordo com Waschmann, a taxa de administração do fundo é de apenas 0,9%, ou seja, a cada R$ 1 mil investidos, você paga apenas R$ 9.

E a taxa de performance é de 10% sobre o resultado positivo que exceder 100% do CDI, o seu benchmark.

Confira comunicado divulgado pela SLC Agrícola:

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 03/09/2021 - 11:57

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto