Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Só existem nove fundos imobiliários para se investir no mercado, diz BTG Pactual

13/01/2020 - 13:02
Instituição demonstra otimismo com panorama imobiliário (Imagem: Unsplash/@serjosoza)

“Entendemos que o setor imobiliário tende a apresentar uma ótima performance nos próximos anos, com expressiva valorização no valor dos ativos”.

A avaliação é do BTG Pactual digital e exacerba o otimismo em torno dos fundos imobiliários no decorrer dos próximos anos, diante do novo panorama macroeconômico do país.

Para fundamentar o tom positivo, os analistas destacam a taxa básica de juro estruturalmente mais baixa e o reaquecimento da economia brasileira, “impulsionado pelo investimento privado e o consumo das famílias”.

Consumo e investimento

O avanço do investimento estimula a procura por das empresas por novas áreas de escritórios, galpões logísticos e shopping centers.

Já o consumo das famílias é o motor responsável pelo crescimento. Das variáveis do PIB, esta é a de maior representatividade, superior a 70%.

Oferta pressionada

Para o BTG Pactual digital, grande parte dos segmentos dos fundos imobiliários apresenta agora “sólida absorção líquida, queda de vacância e baixa oferta de ABL (Área Bruta Locável) esperada para os próximos anos, o que deve pressionar a oferta no médio prazo”.

Analistas projetam pressão na oferta de imóveis nos próximos anos (Imagem: Unsplash/@roomian)

Com a pressão esperada na oferta, ou seja, menos propriedades disponíveis, “os proprietários dos imóveis devem se beneficiar aumento de lease spread (diferença entre valor atual e futuro de negociação) nos aluguéis para os próximos anos”.

Diversificação em foco

A instituição avalia que “uma carteira diversificada (entre diferentes gestores e segmentos do mercado imobiliário) e com ativos de tijolo de alta qualidade e bem localizados (como os sugeridos) é a melhor forma de se beneficiar desse momento positivo para o setor”.

“Adicionalmente, consideramos que a exposição à fundos de recebíveis é uma ótima forma de melhorar o yield médio do portfólio e proteger a carteira de grandes oscilações do mercado, dada a menor volatilidade dos papéis”, completam os analistas.

Diversificação entre setores é destacada por BTG Pactual digital (Imagem: Unsplash/@wenhilario)

Carteira recomendada

Em relação ao portfólio de dezembro, o BTG Pactual digital realizou duas alterações, através da maior exposição ao setor de shopping centers, de 25% para 30%; e a redução da participação de fundos de recebíveis, de 25% para 20%.

Por último, os analistas optaram por rebalancear os ativos do segmento lajes corporativas, ou escritórios comerciais, reduzindo a posição do Vila Olímpia Corporate (VLOL11) para 5% e com substituição do TB Office (TBOF11) pelo SDI Properties (SDIP11), com peso de 10%.

Veja as indicações de janeiro:

Código Nome Segmento Peso
XPML11 XP Malls Shoppings 15%
HSML11 HSI Malls Shoppings 15%
RBRR11 RBR Rendimento High Grade Ativos Financeiros 10%
BTCR11 BTG Pactual Crédito Imobiliário Ativos Financeiros 10%
XPLG11 XP Log Logística 10%
ALZR11 Allianza Trust Renda  Logística 10%
BRCR11 BTG Pactual Corporate Office Escritórios 15%
SDIP11 SDI Properties Escritórios 10%
VLOL11 Vila Olimpia Corporate Escritórios 5%

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 13/01/2020 - 13:02