Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Só Oi sobrevive em carteira recomendada de small caps do BTG para janeiro

04/01/2021 - 16:46
Mercados Ações Investimentos
Ainda segundo o BTG, embora o Ibovespa tenha disparado nos últimos meses, ainda há espaço para mais crescimento. (Imagem: Reuters/Amanda Perobelli)

O BTG realizou quatro trocas em sua carteira recomendada de small caps para janeiro, mostra relatório enviado a clientes.

Com isso, saíram Simpar (SIMH3), Hidrovias do Brasil (HBSA3), Locaweb (LWSA3) e Randon (RAPT4) e entraram Lavvi (LAVV3), Méliuz (CASH3), Santos Brasil (STBP3) e Aeris (AERI3).

Para a corretora, o aumento do apetite pelo risco dos mercados globais pode ser o principal incentivo para as ações dos países emergentes em 2021.

“Perspectivas encorajadoras para a economia global, com vacinação em andamento, taxas de juros baixas recorde em todo o mundo e estímulos adicionais nos EUA devem manter o apetite pelo risco relativamente níveis altos”, afirma.

Ainda segundo o BTG, embora o Ibovespa tenha disparado nos últimos meses, ainda há espaço para mais crescimento.

“Preferimos setores mais diretamente expostos ao crescimento global (petróleo, materiais básicos), construção e infraestrutura”, argumenta.

Apesar disso, a situação das contas públicas ainda preocupa, principalmente com a incapacidade ou falta de vontade do governo e do Congresso em cortar gastos e aprovar reformas estruturais.

No último mês, a carteira teve valorização de 11,2%, enquanto o Ibovespa saltou 9,3% e o Índice Small Caps cresceu 7,5%.

Trocas

De acordo com a equipe de análise do BTG, a recém chegada na Bolsa Aéris, produtor líder de pás de rotor para turbinas de energia eólica, possui fundamentos sólidos em um setor atraente.

A corretora também cita a excelência operacional da empresa, apoiada por uma unidade de produção altamente verticalizada e de última geração estrategicamente localizada no coração do principal pólo da indústria eólica do Brasil.

No caso da Santos Brasil, o BTG afirma que a companhia está bem capitalizada, após oferta de ações de R$ 790 milhões, para aproveitar a expansão do setor de infraestrutura.

Lavvi
Ainda segundo a corretora, a Lavvi está no caminho certo para cumprir seus planos de IPO (Oferta Pública de Ações, em português) (Imagem: Divulgação/Lavvi)

Apesar de reconhecer a dinâmica desafiadora de curto prazo nos volumes de importação no porto de Santos, afetados pela crise da Covid, os especialistas veem o nome sendo negociado a uma TIR (Taxa Interna de Retorno) real de 9%, “oferecendo uma oportunidade de risco/retorno altamente atraente”.

Ainda segundo a corretora, a Lavvi está no caminho certo para cumprir seus planos traçados no IPO (Oferta Pública de Ações, em português), realizado em setembro.

Na visão dos analistas, a empresa oferece operações com muito crescimento e com alta lucratividade.

Para o próximo ano, é esperado que os lançamentos atinjam R$ 1 bilhão. Outro ponto positivo é o aquecido mercado imobiliário de São Paulo, onde a construtora atua.

Por fim, o BTG destaca que e o negócio de cashback ainda é incipiente e uma maior divulgação do produto deve beneficiar um player independente como a Méliuz.

Veja a composição:

Empresa Ticker Peso
Lavvi LAVV3 20%
Oi OIBR3 20%
Méliuz CASH3 20%
Santos Brasil STBP3 20%
Aeris AERI3 20%

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 04/01/2021 - 16:55