Carreiras

Tecnologia: Demissões em massa resolvem os problemas das big techs?

14 abr 2023, 10:25 - atualizado em 14 abr 2023, 10:25
Tecnologia
Os principais motivos apontados entre as companhias que realizaram os layoffs foram as condições de mercado e econômicas (Imagem: Pixabay/StockSnap)

As demissões em massa não são mais uma novidade, e os layoffs já se tornaram a realidade diária de algumas empresas, sobretudo no setor de tecnologia.

O mercado tech demitiu mais de 24,1 mil funcionários apenas nos primeiros 15 dias de 2023, de acordo com um levantamento feito pela Layoffs, que aponta que os cortes aconteceram em 91 mil empresas do setor ao redor do mundo – o que implica em uma média diária de 1,6 mil cortes.

Os principais motivos apontados entre as companhias que realizaram os layoffs foram as condições de mercado e econômicas, além do corte de custos.

  • Entre para o Telegram do Money Times! Acesse as notícias que enriquecem seu dia em tempo real, do mercado econômico e de investimentos aos temas relevantes do Brasil e do mundo. Clique aqui e faça parte!

Tecnologia: As demissões resolvem os problemas?

João Zanocelo, head de produto e co-fundador da BossaBox, diz que com as demissões, os problemas das empresas de tecnologia não necessariamente são resolvidos.

Zanocelo destaca que muitas companhias estão cortando gastos para conseguir equilibrar melhor o fluxo de caixa e investimentos. Contudo, existem outros desafios relacionados a área de tecnologia e produto.

“Muitas áreas têm pouca visibilidade da performance de seus times para entender como melhor alocar essa força de trabalho, e o problema pode persistir mesmo com uma equipe mais enxuta”, explica.

Na perspectiva do co-fundador da BossaBox, mesmo com a redução de gastos, é preciso revisitar a forma como as coisas são feitas em algumas empresas.

Para Amanda Castro Orbite, diretora de tecnologia da Red Ventures Brasil, as demissões em massa são uma solução imediata para adequação de custos.

A especialista destaca que o grande problema das empresas de TI ainda é o desenvolvimento de equipes eficientes, que atendam às demandas do mercado e suas constantes transformações.

Para o CEO da 1STi, Igor Couto, grande parte das demissões em massa são um reflexo das contratações “irresponsáveis”.

Repórter
Graduanda em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá. Tem experiência cobrindo mercados, ações, investimentos, finanças, negócios, empreendedorismo, franquias, cultura e entretenimento. Ingressou no Money Times em 2021.
Linkedin
Graduanda em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá. Tem experiência cobrindo mercados, ações, investimentos, finanças, negócios, empreendedorismo, franquias, cultura e entretenimento. Ingressou no Money Times em 2021.
Linkedin
Leia mais sobre: