Terra (LUNA): Veja quem já criticou Do Kwon, fundador do projeto (e quem tem razão)

Leonardo Rubinstein Cavalcanti
21/05/2022 - 18:00
Terra LUNA
Veja quem já criticou Do Kwon e o projeto da Terra (LUNA) até agora (Imagem: YouTube/Terra)

Após o colapso de Terra (LUNA), muitas personalidades criticaram o projeto e Do Kwon, fundador da rede.

Tanto entre a comunidade cripto, quanto no mercado tradicional, houve críticas sobre como o fundador lidou com o cenário.

A grande maioria acredita que os retornos prometidos pelo protocolo Anchor (ANC), construído em cima da rede, eram insustentáveis desde o início.

Houve também acusações mais séries, que levaram o sul-coreano a ser investigado pelas autoridades de seu país.

Vitalik Buterin – Fundador da Ethereum

Vitalik Buterin, o russo criador da atual maior rede de contratos inteligentes do mundo, a Ethereum (ETH), também fez críticas ao projeto da Terra e sobre como Do Kwon lidou com o colapso.

Em seu perfil no Twitter, Buterin classificou o UST como intencionalmente enganoso e inerentemente falho desde o início.

Stablecoin algorítimica se tornou um termo publicitário que serve para legitimar stablecoins sem reservas, ao inseri-las na mesma classificação de stablecoins com garantia, como RAI/DAI”, disparou.

Changpeng Zhao (CZ) – CEO da Binance

Em uma publicação feita no blog da Binance nesta sexta-feira (20), o CEO diz que “a falha de design mais estúpida é pensar que cunhar mais de um ativo aumentará seu valor total (valor de mercado).”

“Imprimir dinheiro não cria valor; apenas dilui os titulares existentes. A cunhagem exponencial do LUNA tornou o problema muito pior. Quem projetou isso deveria ter sua cabeça checada.”

O CEO da Binance já vinha fazendo diversas críticas às atitudes de Do Kwon e à rede Terra.

Quando Kwon anunciou o plano de fazer um hard fork, na sexta-feira (13), CZ criticou as medidas dizendo que “não irá funcionar”. E cravou, via Twitter: “fazer a bifurcação não dá ao novo fork qualquer valor. Isso é uma ilusão.”

Zhao ainda insistiu no que considera a falha fatal da estratégia de Kwon. Em sua visão, a rede Terra falhou em compreender que “emitir moedas não cria valor, somente o dilui entre os detentores existentes.”

“Lunatics” – Comunidade da rede Terra

Grande parte da comunidade da rede Terra, antes apelidada de “Lunatics”, teceu críticas a como Do Kwon lidou com a situação.

Mesmo sob investigação, o sul-coreano tentou reviver a rede por meio de uma votação para realizar um hard fork – ou ramificação – a partir do blockchain original.

A maioria não apoiou a proposta, menos ainda quando Kwon a alterou durante a votação, algo que não costuma ser comum na comunidade de um projeto cripto.

Inclusive, Do Kwon tem sofrido ameaças diárias, por meio de seu perfil do Twitter, postadas por membros da comunidade que foram prejudicados com o colapso da rede.

Paolo Ardoino – CTO da Bitfinex e da Tether (USTD)

Paolo Ardoino, CTO da Tether (USDT) disse que o colapso da UST reforça a superioridade das stablecoins centralizadas.

Para ele, “as stablecoins centralizadas tornam a economia criptográfica muito mais eficiente, colocando dólares em uma blockchain e estão sendo usadas para inovar tudo.”

“Ao contrário dessas stablecoins algorítmicas, o Tether possui um portfólio forte, conservador e líquido que consiste em caixa e equivalentes de caixa, como títulos do tesouro de curto prazo, fundos do mercado monetário e participações em papéis comerciais de emissores com classificação A-2 e acima”, afirmou Ardoino.

Nesta semana, ele voltou a bater na Terra (Luna) durante  sua participação no podcast Reimagine Unplugged, da Reimagine, especializado em conteúdo e eventos da Web3.

“Eu não conheço Do Kwon. Mas vamos dar a ele o benefício da dúvida. Ele criou este projeto com arrogância e pensando que estava certo e muitos o apoiavam, é claro, provavelmente por razões econômicas, mas não era per se, um puxão de tapete, era um projeto que foi mal projetado, como muitos projetos são mal projetados.”

“Isso era como um castelo de cartas e poderia cair, mas é claro que ele não poderia dizer, porque senão teria caído muito mais rápido. E, novamente, ficou claro para mim, ficou claro para muitos que eu conheço que foi uma má ideia”, acrescentou.

Além da comunidade cripto, o colapso também chamou atenção de investidores do mercado tradicional. Muitos deles aproveitaram o gancho para criticar Terra e alfinetar o mercado cripto como um todo.

Bill Ackman – Investidor bilionário

O bilionário Bill Ackman é um exemplo de investidor tradicional que fez comentários sobre o colapso da rede Terra (LUNA), e chamou de “a versão cripto de um esquema de pirâmide”.

Em seu perfil do Twitter, Ackman disse que promessas a investidores falavam de um “retorno de 20%, com garantia em um token cujo valor é direcionado somente pela demanda do token por novos investidores”.

“Não existem fundamentos de negócios subjacentes”, acrescentou. O investidor se referia ao maior protocolo de empréstimos descentralizados da rede, o Anchor (ANC), que prometia altos retornos para quem fizesse stake em UST.

Receba as newsletters do Money Times!

Cadastre-se nas nossas newsletters e esteja sempre bem informado com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receba as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

Última atualização por Márcio Juliboni - 20/05/2022 - 17:27

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto