Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Xi Jinping: Projeto “Um Cinturão, Uma Rota” deve ser compartilhado pelo mundo

27/04/2019 - 19:01
Presidente chinês discursa durante o Fórum “Um Cinturão, Uma Rota” (Divulgação/Facebook do Fórum “Um Cinturão, Uma Rota”)

O presidente da China, Xi Jinping, concluiu neste sábado (27) o segundo fórum para a sua principal iniciativa, o projeto “Um Cinturão, Uma Rota“, destacando seus benefícios para a comunidade global.

“Todos os países interessados ​​são bem-vindos a se unirem a nós”, disse Xi em uma tradução oficial em inglês de suas observações feitas em mandarim.

“Enquanto a Iniciativa ‘Um Cinturão, Uma Rota’ foi lançada pela China, suas oportunidades e resultados serão compartilhados pelo mundo”, disse ele, dirigindo-se aos repórteres no final do fórum.

Lançada em 2013, a “Um Cinturão, Uma Rota” é amplamente vista como o esforço da China para aumentar sua influência global, principalmente através do financiamento e construção de ferrovias, mar e outras rotas de transporte que vão da Ásia à Europa e à África.

Projeto criado em 2013 quer estabelecer novas rotas comerciais (Fonte: Xinhua/Adaptação: Money Times)

Críticos dizem que, por meio do enorme projeto de infraestrutura, a China força as nações em desenvolvimento a assumir altos níveis de endividamento, beneficiando as empresas chinesas, muitas vezes estatais.

Xi disse no sábado que os participantes do “Um Cinturão, Uma Rota” concordaram em buscar um desenvolvimento de alta qualidade. Além das áreas mais tradicionais de conexão econômica, ele disse que o programa encorajaria o desenvolvimento da infraestrutura digital.

O líder chinês observou que as empresas participantes de um evento corporativo realizado como parte do fórum alcançaram mais de US $ 64 bilhões em acordos. Ele acrescentou que, antes do fórum, os países alcançaram “283 resultados”, incluindo acordos de cooperação intergovernamental e “projetos de cooperação prática”.

“Como anfitrião do fórum, a China divulgará uma lista de entregas”, disse Xi, sem citar detalhes.

Liu He, o principal conselheiro econômico de Xi, que lidera as negociações comerciais com os EUA, e o vice-presidente Wang Qishan, estavam entre os líderes chineses de alto nível que participaram da coletiva de imprensa.

Mauricio Macri, da Argentina, e Vladimir Putin, da Rúissia, participarão do encontro (Divulgação/Facebook do Fórum “Um Cinturão, Uma Rota”)

Os EUA e a Índia estavam entre os países que não enviaram representantes oficiais para o encontro deste ano, enquanto o presidente russo, Vladimir Putin, compareceu, bem como o presidente da Argentina, Mauricio Macri.

Na abertura do fórum deste ano, realizada na sexta-feira (26), Xi passou boa parte de seu discurso de boas-vindas com foco nos planos domésticos da China para a reforma econômica.

Ele mencionou especificamente as metas de fazer valer os direitos de propriedade intelectual, impedir a transferência arbitrária de tecnologia e implementar políticas de “abertura” – todos os pontos de discórdia na disputa atual com os EUA, o maior parceiro comercial da China.

Xi também mencionou a necessidade de buscar altos padrões de cooperação e observou o “Quadro de Sustentabilidade da Dívida” para os países participantes do projeto “Um Cinturão, Uma Rota”, que o Ministério das Finanças publicou no início da semana.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 27/04/2019 - 23:54