Usuário da Ethereum paga US$ 430 mil em taxas em aquisição mal-sucedida

The Block
The Block
14/10/2021 - 15:11
Traduzido e editado por Vitória Martini
The Block
Ethereum
Aparentemente, a pessoa que pagou a taxa estava tentando participar de uma venda de tokens de Strips, em seu lançamento na plataforma para venda de tokens do SushiSwap (Imagem: Unsplash/Executium)

É preciso ficar de olho nas taxas da Ethereum. 

Semanas após um erro ter feito a DeversiFi pagar US$ 23,7 milhões em uma única taxa de transação na Ethereum (que, com sorte, foi devolvida pelo minerador), outra grande taxa de transação foi paga acidentalmente.

Embora a taxa de US$ 424 mil seja ínfima quando comparada com a da DeversiFi, ainda assim é um erro caro.

Aparentemente, a pessoa que pagou a taxa estava tentando participar de uma venda de tokens de Strips, em seu lançamento na MISO, plataforma para venda de tokens do SushiSwap.

No entanto, a venda de tokens foi tão concorrida que se esgotou em seis segundos, e somente 14 endereços conseguiram levar todos os tokens.

Durante o curto período de venda, o participante tentou usar “flashbots” para obter vantagem.

Flashbots são protocolos para comunicação entre usuários da Ethereum e mineradores da rede, que permite os primeiros subornar os segundos para obterem prioridade em blocos recém-minerados – algo que pode fazer uma diferença significativa em um leilão altamente concorrido.

Porém, parece que algo deu errado. Transações com flashbots deveriam ser privadas até que fossem incluídas no bloco. Só que, neste caso, a transação encontrou um modo de chegar até o pool público de membros.

Quando transações normais da Ethereum são transmitidas à rede, elas são primeiramente armazenadas no pool público acessível a membros, antes de serem inseridas nos blocos.

Como resultado do “pequeno” acidente, a transação foi processada por um minerador da Ethereum e incluída em um bloco. Visto que a venda se esgotou rapidamente, a transação apresentou erro, e o comprador não recebeu nenhum token. Mesmo assim, ele ainda teve de pagar as taxas de transação, as quais somaram 123 ethers (ETH), o que equivale a US$ 430 mil. 

“Essa transação foi enviada para o pool de membros. É possível ver aqui que o Etherscan viu no pool de membros. Também nunca a vimos na transmissão dos Flashbots”, escreveu Robert Miller, gerente de produtos da Flashbots, em um tuíte.

Se a transação fosse processada normalmente por meio dos Flashbots (e não fosse divulgada no pool de membros), ela não teria sido continuada, caso não conseguisse obter nenhum token.

O mesmo usuário da Ethereum também fez uma segunda transação para a mesma venda de token, novamente usando Flashbots. Porém, por ter provavelmente percebido os enormes custos da primeira transação, decidiu cancelar a segunda.

Para fazer isso, ele teve de submeter outra transação para dizer à rede que cancelasse a transação anterior, o que lhe custou 30 ETH (US$ 105 mil).

theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Martini - 14/10/2021 - 15:11

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web