BusinessTimes

Vale (VALE3) e CSN Mineração (CMIN3) devem continuar em alta no curto prazo, diz Bradesco BBI

18 jan 2022, 11:43 - atualizado em 18 jan 2022, 11:56
Mineração Minério de Ferro
CSN Mineração e Vale devem continuar em alta no curto prazo (Imagem: Pixabay/xusenru)

A Vale (VALE3) e a CSN Mineração (CMIN3) devem continuar em alta no curto prazo, afirma o Bradesco BBI.

Segundo o banco, isso deve acontecer pois as interrupções no fornecimento no Brasil e o reabastecimento na China se traduzem em um mercado de minério de ferro mais apertado.

Em relação ao minério de ferro, o banco de investimento do Bradesco projeta preços médios de US$ 110/tonelada no primeiro semestre de 2022 e US$ 100/tonelada no ano, com potencial de revisão para cima.

Na visão do Bradesco, 2022 será um ano de alta para ações de mineração e siderurgia.

“As preocupações com o crescimento chinês estão amplamente precificadas, enquanto os principais indicadores e os cenários monetários e fiscais ainda sugerem que o crescimento global permanecerá em tendência de alta este ano”, dizem Thiago Lofiego e José Cataldo, analistas do BBI.

Para o Bradesco, as siderúrgicas oferecem uma assimetria mais interessante, com fundamentos sólidos globalmente, valuations descontados e potencial de revisão para cima das estimativas do consenso.

Nesse ramo, as preferências do banco são os papéis da Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4), seguidas pela CSN (CSNA3).

As três ações receberam recomendação de compra pelo Bradesco com preços-alvo de R$ 27, R$ 43 e R$ 43, respectivamente.

Quanto ao alumínio, é a commodity preferida do Bradesco devido às tendências de oferta e demanda sólidas. A CBA (CBAV3) é a top pick do banco para este ano, com indicação de compra, com preço-alvo de R$20.

Disclaimer

O Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Editora-assistente
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.