Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Vale (VALE3) e Gerdau (GGBR4): O que ainda pode impulsionar as ações, segundo o BBI

Iasmin Rao Paiva
05/07/2022 - 11:57
Vale metal
Bradesco BBI reiterou a recomendação de compra para as ações da Gerdau (GGBR4), Vale (VALE3) e outras exportadoras (Imagem: REUTERS/Lunae Parracho/File Photo)

Vale (VALE3), Gerdau (GGBR4) e demais exportadoras de commodities metálicas brasileiras devem ser beneficiadas pela melhora na demanda de aço de uso final na China e os possíveis novos cortes na produção de aço, avalia o Bradesco BBI.

Os analistas do banco reiteraram a recomendação de compra para as ações da Gerdau (GGBR4), Usiminas (USIM5), Vale (VALE3), CSN Mineração (CMIN3) e CSN (CSNA3).

Thiago Lofiego e Renato Chanes, especialistas que assinam o relatório do banco, acreditam que os fatores de demanda do aço na China devem implicar em preços mais altos, beneficiando as empresas.

Metais na China

Os preços do aço na China caíram na última semana, com margens domésticas das siderúrgicas chinesas negativas em US$ 63 por tonelada, contra perda de US$ 71 por tonelada, na semana anterior.

“Os valores foram impactados pelas notícias sobre novos casos de Covid-19 no país, enquanto as margens das siderúrgicas por lá permanecem em território negativo”, explicam os analistas do Bradesco.

Consequentemente, os estoques de aço acabado caíram 3% na semana (ou 1 milhão de toneladas), o que foi atribuído “à menor produção de aço e a uma ligeira melhora na demanda de uso final”.

Além disso, o relatório aponta que os estoques atuais de minério de ferro nas siderúrgicas chinesas estão em 22 dias de consumo, abaixo da média histórica.

Enquanto isso, as exportações brasileiras do metal totalizaram 32,1 milhões de toneladas em junho, um crescimento de 32% no mês, “embora 4% menor no comparativo anual”, ressaltam os especialistas.

Saiba mais! Criptomoedas, Web 3.0, programas de incentivos, infraestrutura e blockchain:

Disclaimer

O Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Siga o Money Times no Linkedin!

Fique bem informado, poste e interaja com o Money times no Linkedin. Além de ficar por dentro das principais notícias, você tem conteúdo exclusivo sobre carreira, participa de enquetes, entende sobre o mercado e como estar à frente no seu trabalho. Mas não é só isso: você abre novas conexões e encontra pessoas que são uma boa adição ao seu network. Não importa sua profissão, siga o Money Times no Linkedin!

Última atualização por Kaype Abreu - 05/07/2022 - 11:57

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto