Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vitreo inicia corretora e lança fundo de ações de tecnologia nos EUA

09/06/2020 - 8:09
Vitreo Empresas
A Vitreo, que tem cerca de R$ 4,6 bilhões sob gestão, manteve seu cronograma de lançamento de novos fundos de investimento mesmo durante a pandemia (Imagem: Facebook/Vitreo)

A Vitreo iniciou sua corretora em maio e está lançando um fundo de investimentos para comprar ações de empresas de tecnologia dos Estados Unidos.

O fundo Vitreo Tech Select FIA BDR Nível 1 investirá em companhias como Amazon.com, Microsoft, Netflix e Facebook, de acordo com George Wachsmann, diretor de investimentos e sócio da empresa.

O fundo, com lançamento previsto para terça-feira, será atrelado ao dólar, com meta de arrecadar R$ 100 milhões neste ano.

“As empresas de tecnologia têm sido resilientes, crescendo durante a pandemia, e muitos investidores querem comprar suas ações”, disse Wachsmann.

As ações de tecnologia têm apresentado uma performance descolada do resto do mercado. Neste ano o índice S&P 500 está praticamente inalterado, enquanto o Nasdaq Composite Index sobe quase 11%.

A Vitreo, que tem cerca de R$ 4,6 bilhões sob gestão, manteve seu cronograma de lançamento de novos fundos de investimento mesmo durante a pandemia.

Como resultado, a empresa registrou em média captações semanais de cerca de R$ 50 milhões, segundo Wachsmann.

Após cerca de 18 meses de operação apenas como gestora, a Vitreo iniciou sua DTVM em maio. Além de Paulo Lemann, o filho do bilionário Jorge Paulo Lemann, a empresa também conta como sócios Alexandre Aoude, ex-presidente do Deutsche Bank AG no Brasil; e Patrick O’Grady, ex-sócio da XP Investimentos.

O fundo com ações de tecnologia é o segundo lançamento da corretora. O primeiro foi a carteira administrada Renda Imobiliária.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 09/06/2020 - 9:48