Você sabe o que é o protocolo 0x (ZRX)?

01/09/2020 - 11:18
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Negociações de “relayers” e volumes na 0x aumentaram significativamente nos últimos meses e, agora com o staking, o token ZRX finalmente encontrou um caso de uso além da estratégia de “buy-and-hold” (Imagem: 0x)

0x (ZRX) é um token ERC-20 criado para alimentar diversas formas de corretoras descentralizadas (ou DEXs).

Atualmente, o preço do 0x está 75% abaixo de uma alta recorde estabelecida em janeiro de 2018. Sua capitalização total de mercado é de US$ 597 milhões, com negociação de US$ 21 milhões nas últimas 24 horas.

O protocolo 0x foi fundado por Will Warren, engenheiro e ex-estudante da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD), e Amir Bandeali, ex-negociador de renda fixa.

Nenhum deles tinha experiência técnica antes de começarem o projeto. Bandeali havia trabalhado para a plataforma de negociação cripto de mercado de balcão (OTC) DRW.

Conselheiros importantes do projeto incluem Joey Krug, co-diretor de informações na Pantera Capital e fundador da Augur, bem como Fred Ehrsam, cofundador da Coinbase, Linda Xie, cofundadora da Scalar Capital e esposa de Warren, e Olaf Carlson-Wee, fundador da Polychain Capital.

O surgimento da corretora descentralizada é, de certa forma, uma resposta a mais de US$ 1,5 bilhão perdido por corretoras descentralizadas na forma de hacks, má conduta ou incompetência nos últimos dez anos.

Diferente de uma corretora centralizada (CEX), que requer que ativos sejam depositados em carteiras da corretora, um usuário de DEX mantém a custódia de seus próprios ativos. Essa diferença principal remove o chamariz centralizado para os hackers.

ZRX inclui um formato de mensagem para a liquidação de negociações e um sistema de contratos autônomos (ou “smart contracts”) para um módulo de governança descentralizada, que ainda será implementado.

A governança descentralizada foi incluída em uma tentativa de reduzir o atrito relacionado a atualizações e paralisações na plataforma. Porém, o principal recurso da plataforma é fornecer soluções de arquitetura de DEXs por meio de um sistema de “relayers”.

(Imagem: 0x)

“Relayers” podem usar o token ZRX para aprovar possíveis atualizações futuras, que diminui o fornecimento em circulação do token e é reminiscente do algoritmo proof-of-stake (PoS).

Esse modelo não evita que “relayers” realizem bifurcações do protocolo ZRX caso desejem implementar suas próprias mudanças ou se discordarem com as mudanças implementadas pela equipe principal do ZRX.

Em dezembro de 2018, DDEX bifurcou o protocolo ZRX e criou o protocolo Hydro (HYDRO).

Tian Li, CEO da DDEX, afirmou que as equipes da DDEX e da ZRX tinham opiniões divergentes sobre o que constituía uma melhoria urgente de protocolo e se tokens baseados em taxas criavam atrito desnecessário.

A oferta inicial de moeda (ICO) original do token ZRX aconteceu em agosto de 2017 e arrecadou US$ 24 milhões pela venda de 500 milhões dos um bilhão de tokens criados.

Os 50% restantes foram divididos entre a empresa 0x, um fundo de desenvolvimento, a equipe fundadora, apoiadores iniciais e conselheiros. Tokens alocados a fundadores, conselheiros e membros da equipe foram bloqueados em um cronograma de distribuição de quatro anos.

Embora não houve pré-venda ou acordos de reserva, Polychain Capital liderou uma rodada inicial de financiamento “seed” (para ajudar no crescimento da empresa) que cobria despesas jurídicas.

Segundo os saldos disponíveis de carteira, agora a equipe da ZRX não possui ether (ETH) em seu tesouro. Pelo menos metade do tesouro foi gasto durante 2017, 11 mil ETH gastos no fim de dezembro de 218, 7.120 ETH em 2019 e 11,5 mil ETH em março de 2020 (preenchimento azul do gráfico abaixo).

(Imagem: Santiment, Etherscan)

Em setembro de 2018, ZRX lançou a segunda versão do protocolo, que apresentou novos recursos, incluindo o Portal 0x, suporte a tokens não fungíveis ou NFTs (ERC-721), eficácia melhorada na combinação de ordens e a opção de pools permissionados de liquidez onde endereços de tokens devem atender a requisitos específicos que permitem a aplicação e aderência de regulamentações de “conheça seu cliente” e antilavagem de dinheiro (KYC/AML).

A empresa Wyre também esteve trabalhando com diversas DEXs para ajudá-las a entregar um token KYC, bem como uma plataforma “on-ramp” para a conversão de fiduciárias para DAI.

O cumprimento jurídico da DEX veio à luz em novembro de 2018 quando a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) multou o fundador da EtherDelta, uma DEX que não pertencia à ZRX, em US$ 388 mil por operar uma corretora nacional de valores mobiliários não registrada.

(Imagem: 0xproject)

0x Instant foi lançado em dezembro de 2018 e permitiu aquisições de cripto em qualquer aplicativo ou site com apenas algumas linhas de código. Instant é código aberto, configurável e permite que hospedeiros ganhem taxas relacionadas sobre cada transação.

O processo funciona ao agregar liquidez de relayers da 0x e encontrar o melhor preço para o comprador. A transação acontece usando ether pela MetaMask, Ledger, Trezor ou outra carteira Ethereum. 0x também atraiu mercados de NFTs, como Emoon, à família de relayers.

Em janeiro de 2019, ZRX anunciou um programa de formação de mercado para melhorar a liquidez entre relayers.

Formadores de mercado aumentam liquidez ao acrescentá-la à profundidade do livro de ofertas quando necessário. Candidatos aceitos podem receber até US$ 15 mil por completar o processo de integração.

Ao longo de 2019, a equipe da ZRX atualizou o roteiro de desenvolvimento (roadmap) para futuras mudanças ao protocolo, ou as chamadas Propostas de Melhoria à 0x (ZEIPs).

Uma mudança principal é a inclusão de liquidez melhorada da rede entre relayers no ecossistema com 0x Mesh. Essa mudança irá aumentar o acesso de mercado para relayers, facilitando a conexão e compartilhamento de ordens entre outros membros do ecossistema 0x.

Cada nó da rede também irá pontuar seus vizinhos com base na quantidade e qualidade das ordens compartilhadas. A versão beta do 0x Mesh foi ao ar em meados de julho de 2019.

(Imagem: 0x Blog)

Em abril de 2019, Warren propôs um incentivo de liquidez baseado em staking (ZEIP-31), ou seja, tomadores (“takers”) do mercado pagam uma pequena taxa ao protocolo sobre cada negociação com ZRX e formadores de mercado recebem uma recompensa de liquidez proporcional às taxas do protocolo geradas por suas ordens e seu staking de tokens ZRX.

Formadores de mercado que não possuírem ZRX suficientes para coletar recompensas por liquidez também poderão formar um pool de staking para delegadores externos.

Em julho de 2019, a equipe da ZRX apresentou coordenadores, um serviço que combina ordens e modelos abertos de relayers para livros de oferta.

Esses coordenadores permitem uma liquidez agrupada entre todas as DEXs, rapidamente encontrando o melhor preço para um ativo. Uma implementação demonstrativa de um coordenador está disponível no Bamboo Relay.

(Imagem: 0x Blog)

Uma vulnerabilidade no contrato foi encontrada em julho de 2019, antes de ser explorada, e a rede foi temporariamente interrompida.

O contrato da segunda versão do 0x foi encerrado temporariamente, consertado e colocado novamente on-line. Nenhum fundo de usuários foi perdido e o relator da falha recebeu uma recompensa de US$ 100 mil.

(Imagem: 0x Blog)

No fim de junho de 2020, ZRX lançou Matcha, uma nova DEX ponto a ponto com foco em uma interface de usuário amigável e sistema de negociação que encontra os melhores preços para negociações entre 0x Mesh, Kyber, Uniswap, Curve, Oasis e as próprias fontes de liquidez da ZRX.

Atualmente, a DEX possui 33 tokens listados, incluindo seis stablecoins.

(Imagem: Matcha)
(Imagem: Matcha)

Na semana passada, 0x anunciou uma solicitação de ofertas ou SDO (do inglês “request-for-quote” ou RFQ), serviço de mercado de balcão (OTC) para grandes ordens de negociação. O objetivo da SDO é levar liquidez de corretoras centralizadas à DEX.

Segundo a 0x:

O aprofundamento de liquidez e a iniciativa de agregar DEXs em 2020 permitiu que DEXs fornecessem suporte a pequenas negociações bem-precificadas em uma ampla gama de pares.

Hoje, a questão é que DEXs têm problema em fornecer suporte a tamanhos médios e grandes de negociações com preços competitivos. Essa incapacidade força investidores ou a não negociarem grandes quantias ou visitarem corretoras centralizadas.

A negociação em DEXs precisa ser capaz de fornecer suporte consistente a esses tipos de negociações para fornecer o suporte ao crescimento contínuo do setor DeFi.

Isso pode parecer fácil, mas fornecer suporte a grandes negociações é muito difícil porque fornecedores de liquidez devem estar dispostos a arriscar grandes quantias de dinheiro de uma só vez.

(Imagem: 0x Blog)

Parte 2

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 11/09/2020 - 9:05

Pela Web