Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

XP Investimentos reduz perspectiva de crescimento do PIB para 2% em 2018

19/07/2018 - 11:11

são

Por Investing.com – A XP Investimentos divulgou nesta quinta-feira a atualização do cenário econômico brasileiro para o segundo semestre de 2018. A complicação do contexto, principalmente devido à greve dos caminhoneiros, levou a corretora a projetar crescimento de 2,0% para a economia no ano.

Com isso, os analistas entendem que as projeções acima de 2% no começo do ano se tornam o cenário otimista agora. Os dados imediatamente anteriores a paralisação mostravam uma atividade acelerando, o que ainda permite traçar algum otimismo para o ano.

A XP destaca ainda um quadro pós-eleitoral em que investidores e consumidores saiam positivos com as perspectivas do próximo mandato.

Nosso quadro pessimista agora é reduzido para um patamar próximo do crescimento de 2017 (1%), justificado pela paralisação dos caminhoneiros e com algum efeito negativo das eleições 2018, com investidores temendo a trajetória dos fundamentos econômicos do Brasil.

Para os juros, os analistas da corretora entendem que o cenário atual segue no mesmo patamar do que foi traçado no início do ano. Nem mesmo a paralisação dos caminhoneiros, que teve forte efeito no quadro inflacionário, afetou a projeção da taxa Selic, com o Banco Central devendo manter a taxa em 6.5% até o final de 2018.

Os analistas destacam que o atual quadro dos juros é explicado por medidas estimulativas, o que levará ao aumento da Selic para a normalização do quadro. Porém, como a atividade econômica deve ser revisada para baixo, esse ajuste só deve começar a aparecer em 2019.

Para a XP, um cenário em que as eleições afetem a economia pode ser o estopim para que o BC decida pela elevação dos juros ainda neste ano. Isso pode ocorrer por conta das expectativas de inflação desancorando, após a percepção negativa dos investidores em torno da vitória de determinado candidato. Nesse contexto pessimista, a Selic poderia fechar o ano em 8%.

O quadro de inflação ainda se encontra dentro do cenário traçado no começo do ano pela corretora, no qual projetava 4,5% como cenário pessimista, 4,0% como cenário base e 3,5% como cenário otimista.

Durante o primeiro semestre, o cenário da XP otimista parecia conservador, com IPCA rodando abaixo de 3% ao ano, no entanto, com a paralisação dos caminhoneiros tivemos um choque de preços que levou a acreditar que o quadro final do IPCA em 2018 estará entre o patamar do cenário base e pessimista traçado inicialmente.

O quadro de atividade foi duramente afetado pela paralisação dos caminhoneiros, tanto em efeitos diretos quanto indiretos. Por um lado, diversos serviços, produtos deixaram de ser consumidos no período da greve, por outro a confiança de investidores internos e externos, além de consumidores foi abalada e atrapalhou planos de investimentos.

Última atualização por Victor Fermino - 19/07/2018 - 11:13

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto