Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

4 motivos para comprar as ações da Gol agora, segundo o BTG

25/06/2020 - 8:10
Gol GOLL4
Um modelo de negócios mais flexível é um dos pontos altos da administração da companhia (Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil)

A mesa redonda com executivos da Gol (GOLL4) revelou que a companhia aérea tem saúde financeira suficiente para honrar a dívida de US$ 300 milhões, e também provocou a valorização de 10,8% das ações da empresa no fechamento do pregão de terça-feira (23).

O BTG Pactual (BPAC11) captou a mensagem e listou ao menos quatro razões para se ver a companhia aérea com bons olhos: 1) alta exposição ao mercado doméstico; 2) melhor alavancagem na comparação com suas concorrentes brasileiras; 3) posicionada para se beneficiar das dificuldades financeiras de rivais regionais e 4) trajetória mais clara de desmobilização da frota.

“Entendemos que o cenário para o setor aéreo ainda pode continuar embaçado, porém captamos que a Gol dispõe das medidas necessárias para navegar tal crise”, destaca o analista Lucas Marquiori.

Um modelo de negócios mais flexível é um dos pontos altos da administração da companhia, que permite conciliar demanda e oferta, mesmo em tempos tão incertos.

Conforme as projeções, em julho é esperado que a Gol atinja 27% da operação prevista em 2019. Em agosto, a marca deve saltar para 40%, quando a empresa computar 300 voos diários. Já em dezembro, a aérea alcançará 80% de sua força.

O BTG Pactual mantém recomendação de compra para as ações da Gol, e também da aérea chilena Latam, mas em relação aos papéis da brasileira Azul (AZUL4), adota indicação neutra.

BNDES e governo federal na retaguarda

Gol GOLL4
O governo federal poderá comprar até R$ 100 milhões em passagens aéreas da companhia (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

Na quarta-feira (24), o presidente-executivo da Gol Paulo Kakinoff, revelou que o governo federal poderá comprar até R$ 100 milhões em passagens aéreas da companhia, como forma de ajudar o grupo a atravessar os efeitos da pandemia de coronavírus.

O executivo afirmou ainda, durante uma conferência online, que o BNDES poderá concluir os termos finais de um pacote de apoio financeiro avaliado em 2 bilhões de reais até a próxima semana.

Acordo Azul-Latam

Questionado sobre o recente acordo de codeshare anunciado por Azul (AZUL4) e Latam, Kakinoff afirmou que trata-se de uma tendência para o setor acelerar o fim do desequilíbrio entre oferta e demanda criado pela pandemia, mas que a Gol tem condições de seguir sozinha.

“A Gol hoje é uma empresa que tem 40% de participação de mercado. Temos escala suficiente para que a gente possa navegar por esse deserto e através de nossos ganhos de eficiência e viabilizar nossos planos”, disse o executivo.

No dia 16 de junho, as duas companhias aéreas fecharam um novo acordo para conectar as malhas de voos domésticos.

A Azul e a Latam assinaram também um acordo para seus programas de fidelidade, possibilitando que 12 milhões de associados do TudoAzul e 37 milhões de membros do LATAM Pass possam acumular pontos no programa de sua escolha.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Última atualização por Lucas Simões - 25/06/2020 - 8:44