Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

A saga Twitter: jovem acusado de hack se declara inocente

05/08/2020 - 15:25
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O jovem de 17 anos afirma não ser culpado pela invasão à plataforma Twitter no último dia 15; evidências sugerem que outros dois suspeitos estavam envolvidos no esquema de fraude (Imagem: Unsplash/@ymoran)

Graham Ivan Clark, alegadamente a “mente brilhante” por trás do hack a inúmeras contas do Twitter, declarou-se inocente nessa terça-feira (4) por diversas acusações de fraude. O tribunal na cidade de Tampa foi realizado por meio de uma videoconferência, segundo o jornal Tampa Bay Times.

Clark, 17, é acusado de invadir contas de celebridades para solicitar, de forma fraudulenta, bitcoins de seguidores ao tuitar promessas de duplicar os bitcoins enviados para um endereço específico. No total, Clark obteve US$ 117 milhões com o esquema, segundo documentos obtidos pelo jornal.

O adolescente da Flórida tem 11 acusações por uso fraudulento de informações pessoais, 17 acusações por fraude de comunicação e uma acusação para cada fraude organizada de mais de U$ 5 mil e acesso não autorizado a computadores ou dispositivos eletrônicos.

Clark, preso na última sexta-feira (31) em Tampa, será julgado como um adulto pela Promotoria do Estado de Hillsborough, conforme noticiado. Ele também participará de uma audiência preliminar nesta quarta-feira (5), com fiança estabelecida de US$ 725 mil.

Clark possui mais de US$ 3 milhões em bitcoin que os advogados afirmam terem sido obtidos ilegalmente.

Mason Sheppard, 19, do Reino Unido, e Nima Fazeli, 22, de Orlando, também estão entre os suspeitos e foram acusados separadamente no caso da semana passada no tribunal federal da Califórnia.

Sheppard — acusado de conspiração para cometer fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e acesso intencional de um computador protegido — será condenado a 45 anos de prisão federal e uma multa de US$ 750 mil caso seja declarado culpado por todas as acusações, segundo um documento.

Fazeli, acusado de ajudar e incitar o acesso deliberado a um computador protegido, será condenado a cinco anos de prisão federal e uma multa de US$ 250 mil caso seja declarado culpado por todas as acusações, de acordo com outro documento.

Fazeli e Sheppard, conhecidos como “Rolex#0373” e “ever so anxious#001” na plataforma de rede social Discord, operavam como corretores para o anônimo usuário “Kirk#5270”. Este disse aos dois que era um funcionário do Twitter, segundo agentes federais.

Kirk#5270 também disse aos dois que iria invadir muitas contas no Twitter de celebridades famosas se o pagassem em bitcoin em troca. Para chegar a um acordo, Fazeli e Sheppard compartilharam a oferta de Kirk em um marketplace popular entre hackers: OGUsers.

Porém, OGUsers foi comprometido em abril e seus dados foram vazados na internet, incluindo mensagens privadas, publicações no fórum, endereços de internet e de e-mail. O FBI baixou os dados vazados e rastreou todas as contas on-line ligadas a Fazeli e Sheppard, segundo o jornal.

Clique aqui para conferir a linha do tempo completa sobre a invasão à plataforma e não deixe de escutar a edição do podcast Crypto Storm sobre este assunto:

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 05/08/2020 - 15:25