Análise de preço do litecoin (LTC) — parte 3: aspectos técnicos

21/07/2020 - 11:58
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Aspectos técnicos tanto para os pares LTC/USD e LTC/BTC continuam negativos após o dia historicamente negativo em todos os mercados cripto no dia 12 de março (Imagem: Freepik/pvproductions)

Parte 1 / Parte 2

Análise Técnica

Em março, o preço do LTC teve sua pior queda na História, refletindo os amplos mercados cripto, com altas anuais nos volumes diários em diversas corretoras.

Roteiros para possíveis alterações de tendência podem ser encontrados usando Médias Móveis Exponenciais (MMEs), perfil de volume do intervalo visível (VPVR) e a Nuvem de Ichimoku.

Clique aqui para mais informações sobre as análises técnicas descritas abaixo.

No gráfico diário para o mercado LTC/USD, as MME de 50 dias e de 200 dias permanecem cruzadas positivamente, finalizando um breve período de condições positivas de mercado no início deste ano.

As tendências anteriores de mercado de baixo que começaram em 2018 e 2019 duraram 306 dias e 168 dias, respectivamente.

Agora, a MME de 200 dias está acima do preço à vista, em US$ 48,60, e deve atuar como resistência a curto prazo.

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) mostra resistência entre US$ 42 e US$ 62 e forte suporte entre US$ 28 e US$ 32. Não existem divergências de volume ativo ou de índice de força relativa (RSI) neste momento.

Posições compradas na Bitfinex para o par LTC/USD está comprada em 80%, em que compras diminuíram um pouco no último mês e vendas aumentaram um pouco no mesmo período (painel superior do gráfico abaixo).

Uma movimentação negativa e significativa de preço resultará em uma movimentação exagerada conforme posições compradas continuarão se desenrolando.

Isso é chamado de “long squeeze”. Em 30 e 31 de março, vendas tiveram uma maior porcentagem do que compras e um “short squeeze” aconteceu logo em seguida, aumentando um pouco o preço à vista.

Considerando a Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”). A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

No gráfico diário, as métricas de nuvem indicam uma alta. O preço à vista está acima da Nuvem, então a Nuvem indica uma baixa, assim como as cruzes T/K. O período de atraso está acima da Nuvem e dentro do preço à vista.

O status das métricas atuais da Nuvem sobre o quadro temporal diário com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma alta. O preço à vista está acima da Nuvem, então a Nuvem indica uma alta, assim como as cruzes T/K. O período de atraso está acima da Nuvem e acima do preço à vista.

A tendência continuará em baixa conforme o preço à vista de mantiver abaixo da Nuvem. Um Kumo contínuo e estável de US$ 55 também deve atuar como um ímã para o preço.

Por fim, no gráfico diário para LTC/BTC, o preço à vista não conseguiu manter uma posição acima de 0,02 BTC e, recentemente, atingiu uma baixa anual. As MMEs de 50 dias e 200 dias não conseguiram cruzar positivamente no início deste ano, apesar do preço à vista estar acima da Nuvem diária.

A tendência continuará baixa conforme o preço se mantiver acima da MME de 200 dias e da Nuvem diária. Atualmente, a MME de 200 dias e a Nuvem diária estão em 0,0060 BTC e 0,006279 BTC, respectivamente.

Um alto nó de volume VPVR, em 0,008888 BTC, deve atuar como uma forte resistência em qualquer alta futura. Virtualmente, não existe suporte de VPVR abaixo de 0,006000 BTC.

Posições abertas na Bitfinex para o par LTC/USD está comprada em 62%. Além disso, não há divergências positivas ou negativas no RSI ou volume neste momento.

Aspectos fundamentais do Litecoin mostram uma estagnada atividade no blockchain nos últimos dois anos. No início de março, a NVT teve uma nova alta, sugerindo menor utilidade no blockchain por dólar de capitalização de mercado em comparação a períodos anteriores.

MVRV, outras métricas inversas de utilidade econômica, agora caiu abaixo da zona histórica de compra. A taxa de hashes atingiu um patamar após o halving de agosto e passou por uma redução de 70%, em que a rentabilidade de mineração está próxima a suas baixas históricas.

Porém, nos últimos meses, a taxa de hashes aumentou significativamente, o que pode estar correlacionada à  mineração clandestina com ASICs.

A atividade de desenvolvimento no principal repositório no GitHub foi quase inexistente no último ano, em que Litecoin Core 0.18.1 foi lançado no início deste ano. Uma LIP para Blocos de Extensão e MimbleWimble também foi lançada no fim de 2019.

Juntas, essas alterações permitiriam que uma bifurcação moderada (ou “soft fork”) permitisse transações privadas e aumentaria a fungibilidade na moeda.

Porém, Blocos de Extensão e MimbleWimble também poderiam apresentar variadas regras de consenso e diminuir a segurança do blockchain, bem como a inflação oculta.

Aspectos técnicos tanto para os pares LTC/USD e LTC/BTC continuam negativos após o dia historicamente negativo em todos os mercados cripto no dia 12 de março. LTC teve menor desempenho do que outras moedas nos últimos quatro meses.

Reversões de médias à MME de 200 dias em US$ 48 e 0,009 BTC, respectivamente, são possíveis de acontecer nas próximas semanas contanto que o preço não continue a cair.

Forte suporte de volume está em US$ 30 para o par LTC/USD enquanto LTC/BTC virtualmente não possui suporte de volume histórico abaixo de 0,005500 BTC.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 21/07/2020 - 11:58

Cotações Crypto
Pela Web