Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Bitcoin adia realização e recupera os US$ 7.100

07/11/2017 - 19:02

O bitcoin avançou nesta terça-feira e recuperou o patamar de US$ 7.100 deixando para trá o movimento de realização que sinalizou ontem, ao ceder 8% em menos de 24h.

Na Bitfinex, a criptomoeda avançava 2% às 17h40 para os US$ 7.097, sinalizando que ainda tem fôlego para voltar a testar a máxima de US$ 7.595, alcançada no domingo.

O sentimento em relação à moeda digital segue otimista após o CME – que comanda o maior mercado de derivativos e de opções do mundo – informar que pretende lançar ainda neste ano futuros do bitcoin.

No início desta terça-feira, Leo Melamed, presidente emérito do grupo CME, afirmou que o bitcoin provavelmente se tornará uma nova classe de ativos por direito próprio que poderá ser negociada e regulada.

“Nós iremos regular, fazer com que o bitcoin não seja selvagem e nem mais selvagem. Nós iremos domá-lo e transformá-lo em um instrumento regular de negociação com regras”, afirmou Melamed.

Os futuros permitirão aos investidores realizarem vendas a descoberto do bitcoin, tornarem possíveis apostas bidirecionais, um desenvolvimento que ele espera que irá atrair importantes investidores institucionais, não apenas especuladores.

O anúncio do CME é a indicação mais clara de que o setor financeiro está começando a se aquecer para o bitcoin. Ocorreu poucas semanas após o Goldman Sachs afirmar considerar implementar uma nova operação de negociação focada no bitcoin e outras moedas digitais.

Enquanto isso, em uma nota distribuída a clientes no início dessa semana, o Goldman afirmou que o preço do bitcoin pode disparar e chegar a US$ 8.000, mas alertou investidores contra apostar em um aumento além desse preço.

“Essa ruptura indicaria potencial para um avanço impulsivo, que poderia atingir ao menos 7.941. Esse é o alvo mínimo para uma terceira onda de cinco ondas de alta e deverá, portanto, ser um nível a se observar sinais de consolidação”, escreveram.

Hard fork dificulta previsões

Os investidores, contudo, seguem atentos ao novo hard fork esperado para 16 de novembro, update para o SegWit2x. A atualização eleva de 1mb para 2mb o tamanho do bloco que contém as transações e, em tese, dobra a capacidade de processamento de operações da rede.

A atualização na blockchain ainda é controversa e não se tem uma clara visão do que deverá acontecer na chegada do bloco que deverá ativar o fork. A sinalização dos mineradores é favorável para a divisão, com mais de 80% dos blocos minerados apoiando o fork. Nos últimos dias a adesão, entretanto, recuou.

Na Bitfinex, o BT2 que indica o preço da moeda criada após o fork para o SegWit2x opera com perdas, abaixo dos US$ 1.000.

Essa sinalização de pouca valorização da nova moeda poderá fazer com que os mineradores sigam processando a corrente atual – apoiada pelo Bitcoin Core –, pois o incentivo econômico é maior.

O apoio de mais de 80% expresso nos blocos é apenas indicativa e não possui custo para ser realizada.

ethereum cai 1,4% e volta a perder os US$ 290, enquanto o bitcoin cash avança 1% para US$ 603 e o o bitcoin gold ganha 1% para US$ 153.

Leia mais sobre: ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 07/11/2017 - 19:02

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto