Bitcoin (BTC) chegará aos US$ 250 mil neste ano, afirma ex-bilionário

Vitória Martini
27/06/2022 - 12:01
Bitcoin
Tim Draper pagou US$ 18,7 mi por 30 mil bitcoins em 2014. (Imagem: Reuters/Danny Moloshok)

O ex-bilionário Tim Draper fez uma previsão um tanto ambiciosa para o bitcoin (BTC), em uma entrevista à revista Forbes no início de 2022. Segundo ele, a maior criptomoeda do mundo alcançaria o marco de US$ 250 mil em um ano.

Quando Draper fez essa previsão, antes do recente abalo no mercado cripto, o bitcoin estava cotado a US$ 41 mil.

“Este é o ano em que isso vai acontecer. Até o final deste ano, ou início do ano que vem”, afirmou o ex-bilionário na época.

Segundo a Forbes, Tim Draper pagou US$ 18,7 milhões por 30 mil BTC em 2014, aproximadamente US$ 3.228 por bitcoin.

Embora o preço pago por cada criptomoeda esteja distante do atual, cerca de US$ 21 mil, o valor desembolsado era muito maior que a cotação da época — de US$ 1.550.

No entanto, a previsão do ex-bilionário não está acontecendo como esperado. Desde os primeiros meses deste ano, o bitcoin está em uma trajetória “ladeira abaixo”.

Em abril, o bitcoin começou o mês cotado a US$ 47 mil, mas finalizou na casa dos US$ 38 mil. Em maio, a criptomoeda caiu um pouco mais, finalizando o mês por volta dos US$ 31 mil, com destaque negativo para o dia 12, quando derreteu para US$ 26 mil.

Embora tenha começado junho na casa dos US$ 31 mil, o bitcoin já perdeu cerca de 32% do valor somente neste mês ao chegar nos US$ 21 mil. No dia 18 de junho, a criptomoeda deixou o mercado cripto em pânico, ao despencar para US$ 17,7 mil — valor abaixo da máxima histórica registrada em 2017.

Com a atual cotação de US$ 21 mil, a maior criptomoeda do mercado perdeu 69,6% de seu valor em relação à máxima histórica de US$ 69 mil, registrada em novembro de 2021.

Tim Draper deixou de ser bilionário devido ao recente “crash” das criptomoedas, mas, mesmo assim, ele parece não ter sido abatido pelo cenário no mercado.

Ainda de acordo com a Forbes, o ex-bilionário ainda defende a meta de preço de US$ 250 mil para o bitcoin.

“Estou mais convencido que nunca de que isso está acontecendo. Até o final deste ano ou início de 2023”, disse ele ao ser contatado via e-mail.

Draper não é o único otimista em relação ao bitcoin

Não importa se o bitcoin sobe ou desce, o CEO da MicroStrategy (MSTR; M2ST34), Michael Saylor, parece estar sempre otimista com a criptomoeda.

O entusiasta do bitcoin já desembolsou US$ 4 bilhões na compra de BTC nos últimos anos.

Em março de 2022, Saylor tomou um empréstimo de US$ 205 milhões em nome da companhia e colocou sua reserva de BTC como garantia para adquirir mais bitcoins.

O CEO da MicroStrategy é outro ex-bilionário afetado pela queda das criptomoedas, segundo a Forbes, com uma fortuna de US$ 700 milhões, atualmente.

Embora as ações da companhia tenham caído mais de 56% desde o começo de março, Saylor se manteve fiel ao bitcoin e não vendeu nem mesmo uma fração da criptomoeda.

“O bitcoin vai durar mais que todos nós. Tenho certeza disso”, afirmou o CEO da MicroStrategy em entrevista à CNN.

*Com informações de Forbes

Siga o Crypto Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas, analistas e leitores do Crypto Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no mundo cripto. Siga agora a página do Crypto Times no Facebook!

Disclaimer

O Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Última atualização por Tamires Vitorio - 27/06/2022 - 12:01

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto