Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Bitfarms, mineradora cripto, demite funcionários por conta dos efeitos da pandemia

07/04/2020 - 11:57
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Bitfarms declarou que medidas de redução de custos ajudaria a Bitfarms a “enfrentar a volatilidade a curto prazo no setor de mineração e se manter rentável a longo prazo, incluindo possíveis desafios em relação ao próximo halving do Bitcoin” (Imagem: Facebook/Bitfarms)

Bitfarms, empresa de mineração de criptoativos, listada na Bolsa de Valores do Canadá (TSX), realizou demissões por conta dos efeitos do coronavírus.

Bitfarms afirmou que a decisão é “temporária” para cumprir com as orientações governamentais para ajudar no combate à propagação do coronavírus e também implementou “medidas permanentes” para reduzir custos gerais para manter a “viabilidade a longo prazo”.

“Quando for completamente implementada nas próximas semanas, esperamos que as medidas de economia de despesas reduzam nossas despesas mensais e administrativas entre 20 e 25%”, afirmou John Rim, CFO da Bitfarms.

Em seguida, comentou que as medidas de redução de custos ajudaria a Bitfarms a “enfrentar a volatilidade a curto prazo no setor de mineração e se manter rentável a longo prazo, incluindo possíveis desafios em relação ao próximo halving do Bitcoin”.

O tão antecipado halving do Bitcoin irá reduzir a recompensa por bloco pela metade, de 12,5 para 6,25 BTC, e está prevista para o mês de maio.

Ainda não se sabe quantas pessoas foram demitidas e qual é o número atual de funcionários da Bitfarms.

Atualmente, a empresa opera cinco centros computacionais no Quebec, no Canadá, “alimentada pela hidroeletricidade limpa e competitivamente precificada”.

Bitfarms afirmou que, apesar do impacto da pandemia e da queda “significativa” do preço do bitcoin no dia 12 de março, conseguiu “otimizar as operações de mineração em tempo real para manter a capacidade computacional máxima”.

Desde o dia 19 de março, Bitfarms manteve uma taxa de hashes (velocidade em que um dispositivo de mineração de criptoativos opera) média diária de aproximadamente 750 petahashes por segundo (PH/s).

“Nossa escala e qualidade de operações nos permitiu continuar a gerar fluxo de caixa positivo nesses tempos difíceis”, afirmou Emiliano Grodzki, CEO interino e diretor de estratégia.

Bitfarms entra para a lista recente de empresas que cortaram seus fundos, incluindo Galaxy Digital e Bitcoin.com, que demitiram 15% e 10% de seus funcionários, respectivamente.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 07/04/2020 - 11:57