Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Brasileiros declaram mais de US$ 3,3 bilhões em transações com criptomoedas

03/12/2019 - 9:00
Desde agosto, os contribuintes que investem em criptomoedas no Brasil são obrigados a declarar seus movimentos (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Receita Federal, registrou um valor próximo a R$ 14 bilhões em transações com criptomoedas declaradas pelos contribuintes entre agosto e setembro. Como relatado pelo G1, no domingo, 1º de dezembro.

O valor é equivalente a mais de US$ 3.3 bilhões em Bitcoins e outras transações de criptomoeda, à taxa atual. Segundo relatos, a entidade de cobrança disse que o valor corresponde a um total de 2.49 milhões de transações.

Vale lembrar que, em 1º de agosto, entrou em vigor uma regulamentação que obrigava todos os contribuintes a informarem as operações de criptomoedas. A instrução normativa 1.888/2019, impõe que pessoas físicas e jurídicas, incluindo as bolsas de criptomoedas, enviem um relatório mensal de todas as suas transações com Bitcoin e outras criptomoedas.

Além disso, determina também a obrigação de informar ao tesouro as operações com criptomoedas realizadas em bolsas de criptomoedas domiciliadas no exterior, quando excederem R$ 30.000 (aproximadamente US$ 7.000 pelo preço atual).

A Receita Federal declarou ao G1 que esta medida é “fundamental para identificar possíveis evasões fiscais”. A Receita também disse que durante o próximo período de declaração do imposto de renda das empresas, eles poderão avaliar a eficácia da instrução normativa 1.888/2019.

De acordo com os regulamentos, a declaração deve ser feita dentro de um período não superior a 30 dias após o final de cada mês, ou seja, as operações correspondentes ao mês de agosto foram relatadas até 30 de setembro. Durante o primeiro mês de validade da norma, foram declaradas 1,5 milhão de transações, no valor de R$ 4.483 bilhões.

Em setembro, o número de operações diminuiu para 990 mil, mas o valor envolvido dobrou ao registrar R$ 9.488 milhões. As operações relatadas, que incluem desde a compra e venda de criptomoedas até doações e transferências, entre outras, totalizaram R$ 13.971 milhões.

O Brasil está entre os mercados que mais crescem na América Latina em termos de mercado de Bitcoin e outras criptomoedas. De fato, no final de agosto deste ano, o Banco Central do Brasil (Bacen) incluiu nas estatísticas de seu setor externo, um reconhecimento oficial das criptomoedas como um ativo ou “bem produzido”, que considerará no cálculo do saldo de pagamentos. Leia mais aqui.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Diana Cheng - 03/12/2019 - 9:17