CBOE pede permissão à SEC para listar o ETF de bitcoin da gestora VanEck

02/03/2021 - 9:11
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Após ter retirado seu produto de contratos futuros de bitcoin do mercado em 2019, a CBOE deseja que a SEC aprove o ETF da gestora VanEck (Imagem: REUTERS/Michael Hirtzer)

A Chicago Board Options Exchange (CBOE) Global Marketscorretora global de ações e derivativos — enviou um pedido à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) para listar e negociar ações do fundo negociado em bolsa (ETF) de bitcoin da VanEck.

O pedido da empresa retoma a jornada da VanEck em lançar um ETF ligado ao bitcoin nos EUA.

“Nosso pedido se baseia no formulário S-1 enviado pela VanEck em 30 de dezembro e representa os próximos passos em trazer o que poderia ser o primeiro ETF americano de bitcoin ao mercado”, disse uma porta-voz da CBOE em e-mail ao The Block.

Gestora americana VanEck lança ETN
de bitcoin em plataforma alemã

O Canadá aprovou dois ETFs de bitcoin, lançados com muito alarde. O ETF Purpose Bitcoin rapidamente ultrapassou US$ 400 milhões em ativos sob gestão desde seu lançamento em fevereiro.

“Foi um início bem potente”, segundo o JPMorgan em nota enviada a seus clientes nessa segunda-feira (1º).

Fluxos diários no ETF Purpose Bitcoin (BTCC) (Imagem: Bloomberg Finance, JPMorgan)

Ainda não se sabe quando reguladores irão aprovar um ETF de bitcoin. Apesar disso, CBOE está esperançosa, acrescentando “acreditar que a aprovação de um ETF de bitcoin poderia fornecer acesso à exposição de bitcoin a investidores por meio de um veículo transparente e regulado”.

Em relação ao pedido pelo ETF, a CBOE argumentou:

A exposição ao bitcoin por meio de um ETP [produto negociado em bolsa] também apresenta certos benefícios a investidores do varejo em comparação à compra a vista e direta do bitcoin.

A vantagem mais notável é o uso da Custodiante para custodiar os ativos de bitcoin do Fundo.

A Promotora selecionou cuidadosamente a Custodiante, uma empresa fretada e regulada pelo NYDFS [Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York], devido à sua forma de deter o bitcoin do Fundo.

No fim de 2020, a operadora de corretora de Chicago anunciou sua intenção de voltar ao mercado de bitcoin por meio de um produto de dados. Na época, a empresa havia dito que o negócio poderia resultar em novos índices ligados a bitcoin e produtos negociáveis.

Em 2019, a empresa havia encerrado seu produto de futuros de bitcoin, anteriormente lançado em 2017.

Em uma recente participação ao podcast The Scoop, Eric Balchunas, especialista em ETFs da Bloomberg, afirmou que é apenas uma questão de tempo antes que a SEC aprove um fundo desse tipo:

Eu acho que é apenas uma questão de a SEC cair em si e, quando o fizerem, eu acredito que isso acontecerá rapidamente.

Porém, não estou nessa bolha. Não sou um analista regulatório. Essa é apenas a ideia que tenho ao conversar com as pessoas.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 02/03/2021 - 9:11

Pela Web