Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Como a plataforma BlockFi planeja usar os US$ 30 milhões arrecadados?

19/02/2020 - 14:04
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A equipe da BlockFi planeja levar seus produtos a mais países além de ampliar seus produtos financeiros oferecidos (Imagem: Twitter/BlockFi)

BlockFi, empresa de serviços financeiros em blockchain de Nova Jersey, anunciou ter levantado US$ 30 milhões em uma rodada de financiamento (series B) liderada pela Valar Ventures.

Os fundos serão utilizados para acrescentar novos produtos ao conjunto de produtos financeiros da empresa e para a expansão geográfica.

BlockFi é uma empresa de gestão de patrimônio com foco em produtos financeiros baseados em criptoativos. Seus produtos são populares entre detentores de criptoativos que desejam reter (“hodl”) seus ativos e ganhar juros para impulsionar seus rendimentos.

Crescimento inédito em 2019

O conjunto de produtos da BlockFi inclui contas de juros baseadas em cripto, que fornecem até 8,6% da porcentagem de rendimento anual em bitcoin, ether e stablecoins, além de empréstimos lastreados em cripto que permitem que investidores acessem liquidez de até 50% do valor em dólares de um ativo, bem como negociação em cripto com taxa zero.

Além disso, a BlockFi é a única empresa de cripto que fornece vários produtos que interagem entre si. A equipe afirma que sua simplificação de produtos financeiros baseados em cripto é responsável pelo crescimento progressivo da empresa desde seu lançamento.

Flori Marquez, vice-presidente de operações e cofundadora da BlockFi, afirmou: “para a maioria das pessoas, criptoativos são como ficção especulativa. A adesão desses ativos é limitada pela dificuldade de os clientes entenderem como utilizá-los”.

“Mostramos que podemos criar produtos financeiros de cripto que podem se parecer com aplicativos que você já tem em seu celular, e estamos bem-posicionados para direcionar a adesão convencional”, acrescentou ela.

Empréstimos lastreados em cripto da BlockFi permitem que investidores acessem liquidez de até 50% do valor em dólares de um ativo (Imagem: Facebook/BlockFi)

BlockFi começou a fornecer serviços de empréstimo em janeiro de 2018 e, desde então, viu uma taxa de perdas de 0% em todo o seu portfólio de empréstimos. 2019 foi um ano maravilhoso para a empresa dado que sua receita cresceu em mais de 20 vezes.

Atualmente, a BlockFi detém mais de US$ 650 milhões em ativos em sua plataforma.

A rodada de financiamento (Series B)

A empresa realizou uma rodada de financiamento e levantou US$ 30 milhões de doze empresas de capital de risco. Peter Thiel, sócio-fundador da Valar Ventures, liderou a rodada enquanto Morgan Creek Digital, Winklevoss Capital e Arrington XRP Capital também participaram.

A empresa de Nova Jersey informou que o dinheiro vai ser utilizado para dar continuidade à estratégia de rápida expansão de produtos.

BlockFi planeja ampliar sua equipe para apoiar o lançamento de novos produtos e serviços, como um aplicativo móvel, enquanto expande, simultaneamente, seu escopo geográfico.

A gama de serviços oferecidos pela empresa atrai investidores para que suas cripto “trabalhem” no lugar deles (Imagem: Facebook/BlockFi)

Zac Prince, CEO e cofundador da BlockFi, afirmou que a rodada de financiamento iria ajudar a empresa a atingir seus objetivos: “acreditamos que o acesso a produtos financeiros de geração de riqueza não devem ser limitados por localidades ou patrimônio líquido. Com esse investimento, estamos mais próximos de concretizar esse objetivo. Conforme nossa plataforma continua a amadurecer, os clientes da BlockFi se beneficiam dos mais diversos produtos, além de terem mais autonomia financeira”.

Atualmente, BlockFi atende mais de 50 grandes clientes institucionais no mercado cripto e é considerada uma das startups estadunidenses mais promissoras dessa indústria. Isso explica o número e a qualidade das famosas empresas de capital de risco que investiram na empresa.

BlockFi é a primeira empresa cripto a ser financiada pela Valar Ventures. O sócio Andrew McCormack confirmou: “estamos muito orgulhosos de termos feito nosso primeiro investimento no setor cripto com a BlockFi, e estamos empolgados em continuar a impulsionar a empresa conforme definimos o padrão da indústria sobre como deve ser uma empresa moderna de serviços financeiros para criptoativos. Por assim dizer, BlockFi tem sido uma das empresas mais bem-sucedidas em que investimos logo de cara”.

BlockFi planeja abrir uma sede em Cingapura ainda neste primeiro semestre.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 19/02/2020 - 14:09