CryptoTimes

Conheça o Revolut, o novo competidor de Nubank, Inter e C6 Bank

03 maio 2023, 11:47 - atualizado em 03 maio 2023, 11:48
A fintech britânica Revolut é popular na Europa. (Imagem: Dilvulgação | Revolut)

A fintech Revolut chegou ao Brasil nesta terça-feira (02). O banco digital britânico é o mais popular na Europa e será um concorrente no país para os neobancos como Nubank, Banco Inter e C6 Bank.

Atualmente, possui mais de 28 milhões de clientes e está presente em mais de 35 países. A Revolut oferece serviços em investimentos internacionais, conta digital com suporte a 27 moedas, cartão de débito, acesso a 90 criptomoedas e câmbio.

Inicialmente, o cartão no Brasil terá a bandeira Visa. Além disso, o banco vai usar os serviços de banking as a service do Bexs, mas já solicitou ao Banco Central uma licença de sociedade de crédito direto (SCD). A operação internacional do banco apostará na conversão de moedas 24 horas por dia, até mesmo nos fins de semana.

“Adicionalmente, o volume de gastos dos brasileiros no exterior mais que dobrou em 2022, totalizando US$ 12 bilhões e existe também uma procura por acesso simples e seguro por criptoativos com mais de 10 milhões de investidores pessoa física”, explica Glauber Mota, CEO da Revolut no país, sendo o Valor Econômico.

Em um cenário competitivo de bancos digitais no país, o CEO indica que a chegada “tardia” no Brasil pode ser um ponto positivo. Segundo ele, por a Revolut ter sido fundada há sete anos, houve tempo para amadurecer a oferta dos produtos. Além disso, outro fator é a ampla digitalização dos consumidores.

“Se tivéssemos chegado aqui três, cinco anos atrás, haveria muitas barreiras de entrada. A tecnologia avançou muito e nós temos um produto indiscutivelmente superior”, explicou Mota, ainda segundo o jornal.

  • Entre para o Telegram do Money Times!Acesse as notícias que enriquecem seu dia em tempo real, do mercado econômico e de investimentos aos temas relevantes do Brasil e do mundo. Clique aqui e faça parte!

 Criptoativos

O banco oferece funções ordens de compra automáticas, “stop loss”, aportes recorrentes, entre outras. Além disso, irá oferecer cursos educacionais em criptoativos.

Para quem realizar o curso, serão disponibilizados prêmios para quem completar a unidade e passar nos testes. A princípio, a recompensa será na forma do token polkadot.

Estagiária
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.