Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Dividendos: Vale segue no topo das indicações dos analistas em agosto, mas disputa favoritismo com Vivo

Diana Cheng
05/08/2021 - 17:04
Vale
Entre abril e junho de 2021, a mineradora reportou lucro líquido de US$ 7,5 bilhões, representando um salto expressivo em relação aos US$ 995 milhões divulgados um ano antes (Imagem: REUTERS/Washington Alves)

A Vale (VALE3) segue invicta como a principal recomendação das carteiras recomendadas de dividendos dos analistas. O papel da mineradora compôs 13 dos 22 portfólios divulgados em agosto, mantendo-se como a melhor opção quando o assunto é distribuição de proventos.

A Ativa Investimentos, por exemplo, optou por reduzir o peso de Bradesco (BBDC4) em seu portfólio para elevar a fatia da Vale, de 10% para 15%.

Segundo a equipe de análises da corretora, o rebalanceamento se deve aos fortes resultados divulgados pela mineradora no segundo trimestre, aliados ao anúncio do pagamento de bons dividendos.

Entre abril e junho de 2021, a mineradora reportou lucro líquido de US$ 7,5 bilhões, representando um salto expressivo em relação aos US$ 995 milhões divulgados um ano antes, impulsionado pela forte alta do preço do minério de ferro em meio a uma demanda firme da China.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 11 bilhões, ante R$ 3,3 bilhões do segundo trimestre de 2020.

A receita de vendas atingiu US$ 16,6 bilhões, tendo mais que dobrado em um ano.

Com a retomada das atividades, a Vale produziu 75,7 milhões de toneladas de minério de ferro no segundo trimestre, alta de 12% ante o mesmo período do ano anterior.

A mineradora está, inclusive, na lista de ações favoritas da Empiricus. Mesmo após a forte valorização do ativo nos últimos 12 meses, a maior casa de análise financeira do país vê espaço para mais alta: além de ter escala, a companhia é uma das principais beneficiadas pelo crescimento expressivo esperado para a economia global.

Liderança disputada

A Vale pode ser a ação mais cobiçada do momento em se tratando de dividendos. Mas não é a única. Neste mês, a empresa divide o primeiro lugar do ranking com um dos nomes do setor de telecomunicações: Vivo (VIVT3).

Vivo
A Ágora Investimentos destacou que a ação da Vivo está barata, negociada com desconto de aproximadamente 20% em relação à sua média de cinco anos (Imagem: Renan Dantas/Money Times)

A Ágora Investimentos trocou as ações da Vale pelos papéis da operadora na atualização da sua carteira recomendada.

O principal motivo foi o conjunto de resultados positivos reportado pela operadora de telecomunicações, que teve no segundo trimestre do ano recuperação das receitas de telefonia móvel (segmentos pós-pago e pré-pago em aceleração). O segmento de fibra óptica também apresentou bons números – 300 mil adições líquidas no trimestre.

“A aceleração do FTTH (fibra) tanto em adições líquidas quanto em receitas, deve continuar compensando a queda das tecnologias legadas, ajudando também a proteger a base pós-paga pura por meio dos pacotes”, destacou a corretora. “Acreditamos que a empresa está se movendo na direção certa, especialmente em relação à implantação de FTTH”.

Além disso, a Ágora destacou que a Vivo é uma empresa conhecida por pagar bons dividendos e a ação está barata, negociada com desconto de aproximadamente 20% em relação à sua média de cinco anos.

Menções honrosas

As empresas de energia elétrica perderam fôlego neste mês, mas, por pagarem bons dividendos, seguem no radar dos analistas. Com nove indicações, a Taesa (TAEE11) foi a segunda ação mais recomendada entre 22 instituições.

Transmissão Paulista (TRPL4) é outro destaque de agosto. Com sete menções, o papel ficou em terceiro lugar junto com BB Seguridade (BBSE3) e Itaúsa (ITSA4).

Empresas Indicações
1ª colocação Vale 13
1ª colocação Vivo 13
2ª colocação Taesa 9
3ª colocação BB Seguridade 7
3ª colocação Itaúsa 7
3ª colocação Transmissão Paulista 7

Levantamento

O levantamento do Money Times levou em consideração as informações das carteiras de dividendos divulgadas por 22 instituições. Foram indicadas em agosto 50 ações, somando 158 recomendações.

Participaram do levantamento Ágora, Ativa, BTG PactualEasynvestEleven, Elite Investimentos, Empiricus, Genial Investimentos, Guide InvestimentosInversa, InvestMind, Itaú BBA, Mirae Asset, MyCap, Necton, Nova Futura, Safra, SantanderTerra Investimentos, XP Investimentos, Warren e Planner.

Empresas Indicações
Vale 13
Vivo 13
Taesa 9
BB Seguridade 7
Itaúsa 7
Transmissão Paulista 7
Alupar 6
BR Distribuidora 6
Copel 6
Cyrela 6
B3 5
Porto Seguro 5
Banco do Brasil 4
Bradespar 4
Engie Brasil 4
Gerdau 4
AES Brasil 3
Bradesco 3
Fleury 3
Itaú Unibanco 3
JBS 3
Ambev 2
BrasilAgro 2
Copasa 2
Energias do Brasil 2
Odontoprev 2
Petrobras 2
Qualicorp 2
Sanepar 2
Banrisul 1
CCR 1
Cesp 1
Coca-Cola 1
CPFL 1
Ecorodovias 1
Energisa 1
Grendene 1
Hypera 1
Iochpe-Maxion 1
Kepler Weber 1
Klabin 1
M. Dias Branco 1
Minerva 1
Newmont 1
Santander 1
SLC Agrícola 1
TIM 1
Ultrapar 1
Randon 1
Caixa Seguridade 1

Disclaimer

Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Última atualização por Vitória Fernandes - 06/08/2021 - 15:33

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto