Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Entenda como comprar ações da corretora Coinbase (COIN) nesta quarta-feira

12/04/2021 - 15:57
Prepare-se: um dos maiores nomes do mercado cripto terá sua estreia na bolsa americana esta semana (Imagem: Crypto Times)

Esta quarta-feira (14) será um grande marco para toda a indústria cripto, pois a corretora americana de criptomoedas Coinbase ($COIN) será listada na Nasdaq ao mercado acionário americano.

A Coinbase é a primeira empresa cripto a abrir capital, fornecendo uma nova forma de exposição ao bitcoin e outros aspectos desse setor inovador, relembra o Decrypt.

Vamos entender como o processo irá funcionar, bem como as vantagens de comprar as ações da corretora.

Quando posso comprar as ações da Coinbase?

No dia 14 de abril, as ações da Coinbase estarão disponíveis no horário da tarde, e não na hora em que o mercado abrir (às 10h30, no horário de Brasília).

Espera-se que a legalização das apostas esportivas seja muito significativa aos impostos

Isso devido à decisão da empresa em ser listada diretamente, conforme funcionários e outros envolvidos terão a opção de vender suas ações existentes em vez de a Coinbase emitir uma nova ação. Em março, a Coinbase previu 114,9 milhões de ações para sua listagem.

Quanto custam as ações da Coinbase?

Não saberemos o preço correto até quarta-feira, mas o melhor palpite é de que custe US$ 400. Esse preço reflete o valor de transações recentes nos mercados privados.

Logo depois, a demanda de mercado poderá ajustar esse preço, ou seja, as ações da Coinbase poderão ser mais caras, principalmente por conta do hype no dia de abertura.

Como compro a ação?

Você poderá comprar ações da Coinbase da mesma forma que você compraria Apple, Tesla ou qualquer outra empresa negociada em bolsa. Você pode realizar uma oferta com uma corretora de varejo, como Fidelity, Robinhood, E-trade ou Charles Schwab.

Se você realizar uma ordem de mercado, você pede que a corretora adquira uma quantidade de ações a qualquer preço que estejam sendo negociadas — e pode correr o risco de pagar mais do que o esperado.

Também é possível realizar uma ordem de limite, em que a corretora irá adquirir ações somente se estiver dentro do seu alvo de aquisição.

Devo comprar a ação da Coinbase?

Essa é uma decisão de investimento que cabe somente a você. A compra de uma ação te ajuda a ganhar dinheiro caso a empresa tenha um ótimo desempenho ao longo do tempo, mas você também pode perder dinheiro caso o contrário aconteça.

Qual é o argumento positivo para investir na Coinbase?

Sem dúvidas, a Coinbase é uma das principais empresas de criptomoedas do mundo. Diferente de muitas outras startups que são listadas, a Coinbase é rentável, ou seja, não apenas gera receita de clientes, mas também gera dinheiro.

No primeiro trimestre de 2021, a empresa teve uma receita estimada de US$ 730 e US$ 800 milhões, lucrando mais do que a Square, que teve um lucro de US$ 294 milhões, e mais do que a Uber, que teve um prejuízo de US$ 1 bilhão.

Qual é o argumento negativo para investir na Coinbase?

Nem todos se impressionam com o crescimento a Coinbase, pois um analista afirma que a avaliação de US$ 100 bilhões da corretora é “ridícula” e deveria valer ⅕ de seu preço atual. O argumento do analista é que o mercado cripto ainda é imaturo.

Já o Wall Street Journal destacou que a valoração da Coinbase pode “se desgastar conforme os mercados cripto se amadurecem”.

Receberei dividendos ao adquirir ações da Coinbase?

Não, pois a empresa ainda está em crescimento, então será possível apenas obter oportunidades quando o preço da ação subir e você vender uma parte. No futuro, a empresa irá emitir dividendos, mas é provável que isso demore um bom tempo.

O Decrypt alerta: antes de comprar a ação da Coinbase, pense em como você acha que será o futuro da corretora e para onde você acha que a indústria cripto está indo.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 12/04/2021 - 15:57

Pela Web