Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Entender a precificação de índices é fundamental para negociar cripto

03/12/2019 - 14:14
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Índices de negociação em cripto são fundamentais para entender como o mercado funciona e se proteger de possíveis liquidações (Imagem: Pixabay)

O mercado de derivativos de cripto está pronto para decolar porque os índices de negociação “a nível institucional” continuam a ser lançados.

No entanto, muitos negociadores não entendem a importância da metodologia por trás da precificação de referência de um índice. A falta de compreensão os expõe a um risco de negociação desnecessário.

Este artigo explora os riscos associados a produtos de índice de negociação que não possuem uma metodologia robusta e destaca a melhor prática de abordagem para metodologia de precificação que está sendo aplicada por alguns índices líderes de mercado.

Corretoras especialistas em derivativos de cripto como BTSE e BitMEX têm estrutura e posição única de mercado, que as diferencia de mercados de derivativos tradicionais como CME e CBOE.

Corretoras de derivativos de cripto são criadas para ser acessíveis e globais, com menos barreiras de negociação do que os mercados de derivativos tradicionais. Por exemplo, os mercados cripto não têm corretores atuando como intermediários entre os consumidores e as corretoras.

Geralmente, os requisitos de margem também são bem menores, determinando cerca de 5% de garantia para acessar a negociação alavancada. A negociação também é liberada sete dias por semana, 24 horas por dia.

Liquidez é a facilidade com que um ativo pode ser convertido em dinheiro (Imagem: Quero Ficar Rico)

O problema das liquidações “não planejadas”

O modelo de derivativos de cripto de acesso barato e “liberado o tempo todo” tem algumas desvantagens.

Negociadores precisam monitorar cuidadosamente as posições sem os corretores e, por conta dos poucos requisitos de garantias de margem, uma movimentação brusca de preço na direção errada pode engolir a posição de um negociador, resultando, possivelmente, em liquidações completas antes que o capital possa ser movimentado das posições de perda.

Esses fatores, combinados com a volatilidade geral do preço dos criptoativos e o potencial real para manipulação de mercado, contribuíram para que muitos negociadores fossem pegos em flagrante por bruscas movimentações de preço no passado.

Damijan Merlak e Nejc Kodric fundaram a Bitstamp em 2011 (Imagem: finance.si)

O colapso repentino da Bitstamp

Vamos falar sobre o colapso repentino da Bitstamp em maio de 2019 que aconteceu nos mercados de bitcoin/dólar e sua repercussão no amplo mercado.

Na época, o preço de referência da corretora BitMEX, para seus contratos perpétuos de câmbio, totalizaram mais de 50% do preço de índice do mercado de bitcoin/dólar na corretora à vista, Bitstamp.

Isso levou a grandes problemas porque os mercados na BitMEX são muito mais líquidos do que os na Bitstamp. Além disso, por conta da utilização do preço da Bitstamp para definir uma alta porcentagem no preço de referência da BitMEX , um vetor de ataque foi criado.

Então, no dia 17 de maio, a venda rápida de Bitstamp de aproximadamente US$ 30 milhões em bitcoin derrubou o preço do bitcoin na Bitstamp que, por sua vez, derrubou o preço de referência na BitMEX e levou a liquidações de usuários de cerca de US$ 230 milhões na plataforma de margem.

Um grande número de posições compradas foi pego de surpresa e sentiu a dor da liquidação total.

Apesar de os negociadores de cripto entenderem que estão operando em uma área de alto risco, cenários como esse são bem frustrantes, já que mais poderia ser feito para protegê-los da ameaça da liquidação total.

Por exemplo, soluções de infraestrutura como interruptores construídos em plataformas de derivativos ou liquidações incrementais são duas opções.

Talvez o mais importante seja a necessidade de metodologias mais robustas de precificação de referência, algo que poderia certificar que os negociadores apenas fossem completamente liquidados baseado em real movimentação de preços de mercado.

Por exemplo, se um índice mais robusto de preço como o Índice de Liquidez de Bitcoin da Brave New Coin (BLX) fosse usado para gerar preços de liquidez, menos negociadores teriam sido pegos de surpresa.

“Como o BLX reagiu?” (Imagem: Brave New Coin)

Como mostra o gráfico, quando o colapso repentino aconteceu, o BLX (linha laranja) manteve um alto preço de referência do que o bitcoin/dólar à vista na Bitstamp e o preço de contrato perpétuo da BitMEX.

Com um mínimo de seis corretoras constituintes para compilação do índice, o BLX conseguiu fornecer uma observação melhor do verdadeiro preço de mercado do bitcoin, um que fosse mais inclusivo sobre a atividade de negociação em corretoras à vista que não fossem da Bitstamp e sobre o amplo mercado de bitcoin.

Uma base de constituinte de índice mais dispersa fornece uma precificação de referência mais suave. Em consequência, aumenta significativamente o custo da manipulação de preço. No caso do acontecimento da Bitstamp/BitMEX, a manipulação foi mais fácil, já que só era necessária a queda de preço em uma única corretora.

O BLX se adapta a esse contexto com mecanismo de antimanipulação como um sistema de remoção de dados atípicos, que automaticamente abaixa a transmissão de preço constituinte que fornecem preços extremamente diferentes de outras corretoras constituintes.

O índice BBCX foi criado em parceria com a Brave New Coin e está disponível na plataforma da BTSE (Imagem: BTSE)

BBCX: diversificação fornece precificação robusta

O produto BBCX é único no mercado. É um índice composto que inclui vários criptoativos e corretoras constituintes e foi construído por um terceiro independente (Brave New Coin).

Diversificação significa que a movimentação de preço individual de um único ativo na cesta é compensada pelas movimentações de preço de outros ativos nessa cesta.

“Cisnes negros” são mitigados contra a diversificação. O efeito de mercados individuais no índice também é mitigado pelos mecanismos de manipulação antimercado já construídos pela Brave New Coin.

O índice BBCX usa livros de oferta de corretoras e/ou a profundidade de seus mercados. Livros de oferta registram a lista de compradores e vendedores dispostos a adquirir ou vender um ativo e os preços que estão dispostos a aceitar/pagar antes de os mecanismos de negociação combinarem as ofertas.

Usar um livro de oferta mitiga as possíveis interferências dos índices de preço caso uma falha no mecanismo de negociação ocorra em uma corretora centralizada.

Livros de oferta são coletados de cada corretora constituinte. Depois, um preço médio de ponderação de volume (V-WAP) é calculado tanto para a compra como para venda dos livros de oferta para cada mercado.

Em seguida, um ponto de preço médio é calculado do V-MAP de compra e do V-MAP de venda para cada mercado.

O índice é recalculado em uma fração de segundos, certificando que dados atípicos sejam removidos rapidamente e o melhor preço possível da cesta de ativos seja sempre usado como preço de referência para o contrato BBCX. A velocidade em que os ajustes são feitos é quase instantânea.

É importante para os negociadores entenderem os riscos relacionados à metodologia utilizada para definir o preço de referência de um índice. Criptoativos são ativos altamente voláteis e o valor é definido baseado na avaliação especulativa e no sentimento dos participantes de mercado.

Esses fatores se alteram rapidamente, então as movimentações de preço são bruscas e severas. Esses fatores de riscos são acentuados na negociação de produtos derivativos de cripto que permitem a negociação de alta alavancagem.

Nesse ambiente, os índices robustos como o BTSE BBCX estão guiando o caminho ao apresentar melhores práticas e legitimidade no crescente mercado de derivativos de cripto.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 31/05/2020 - 13:45