ETF de metaverso estreia na B3; confira quais criptomoedas fazem parte

Vitória Martini
25/03/2022 - 13:11
O ETF de metaverso da Investo chega à B3 (Imagem: Freepik/rawpixel.com)

Nesta sexta-feira (25), um novo fundo negociado em bolsa (ETF) chega à bolsa brasileira, a B3, com foco em elementos de entretenimento do mercado cripto.

Conhecido como “ETF do metaverso”, o fundo NFTS11, criado pela gestora brasileira Investo, está em período de reserva de cotas até a próxima terça-feira (29).

O ETF irá espelhar o índice “MVIS CryptoCompare Media & Entertainment Leaders”, que rastreia criptomoedas ligadas aos games com NFTs The Sandbox (SAND), Axie Infinity (AXS), Decentraland (MANA), além de Gala (GALA), Enjin Coin (ENJ), Chiliz (CHZ) e Basic Attention Token (BAT).

O valor mínimo para investir no ETF de metaverso é R$ 100, e a taxa de administração anual é de 0,75%.

“A Investo traz o NFTS11 ao mercado para ajudar o brasileiro que deseja investir no mercado de criptomoedas ligadas às NFTs”, disse o CEO da Investo, Cauê Mançanares, em nota.

ETF de cripto crescem no Brasil

O primeiro ETF ligado ao mercado cripto, HASH11, foi lançado no Brasil no ano passado pela gestora Hashdex. Desde então, a companhia lançou outros fundos que também abrangem setores do mercado cripto.

Além de HASH11, os demais fundos da gestora são: BITH11, ETHE11, DEFI11 e WEB311.

Outra companhia que também lançou ETFs de cripto na B3 é a QR Capital. Os fundos da empresa que estão disponíveis na bolsa brasileira são: QBTC11, QETH11 e QDFI11.

Última atualização por Tamires Vitorio - 25/03/2022 - 13:11

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto