ImóvelTimes

Fundo imobiliário aumenta participação em shopping e calcula rendimento de cotistas

17 jul 2023, 17:38 - atualizado em 17 jul 2023, 17:42
Fundos imobiliários XP Malls Shopping Cidade Jardim
Índice de fundos imobiliários exibe volatilidade, mas encerra como terminou a semana anterior (Imagem: Reprodução/XP Malls)

O fundo imobiliário XP Malls (XPML11) informou ao mercado que concluiu na semana passada a aquisição adicional indireta de uma fatia de 3% no shopping Cidade Jardim, em São Paulo.

Em comunicado, o fundo explicou que a operação foi possível por meio de investimentos realizados em fundos da  JHSF (JHSF3), estruturado pelo braço financeiro da companhia, a JHSF Capital.

Sendo assim, uma das etapas da conclusão de compra estabeleceu uma alocação de R$ 50 milhões nos fundos da JHSF pelo XP Malls. Agora, o fundo imobiliário detém 19,99% de participação total no Cidade Jardim.

Com isso, a XP estima que a aquisição tenha impacto financeiro sobre o resultado operacional do FII de R$ 4,8 milhões nos próximos 12 meses, o que representa uma potencial distribuição anual de dividendos bruta de R$ 0,19 por cota.

No entanto, as futuras distribuições de rendimentos do XPML11 dependerão do desempenho operacional e financeiro dos ativos imobiliários investidos pelo fundo imobiliário, além da geração de caixa de seus investimentos.

5 gatilhos que podem impulsionar FIIs nos próximos meses

Índice de fundos imobiliários

O índice de fundos imobiliários (Ifix) da B3 segue mais distante da marca de 3.200 pontos, que não alcança desde janeiro de 2020. Com isso, o Ifix abriu a semana com sinal negativo, após exibir volatilidade nesta segunda-feira (17).

O índice de FIIs registrou ligeira queda de 0,04% (após ajustes), aos 3.183 pontos. O volume de negócios ficou um pouco abaixo do registrado na sexta-feira, somando R$ 223,9 milhões.



Entre os fundos imobiliários listados no Ifix, o JPP Allocation Mogno (JPPA11) liderou as altas, de 1,08%. Em contrapartida, o Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11) liderou as quedas, mais uma vez, com recuo de 2,50%.

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin