ImóvelTimes

Sem dividendos por mais um mês, fundo imobiliário derrete 5%; no ano, tombo é de 62%.

09 ago 2023, 12:32 - atualizado em 09 ago 2023, 18:56
Fundo imobiliário
Índice de fundos imobiliários tem mais um dia de queda em pregão negativo para ativos domésticos (Imagem: Reprodução/RB Capital Office)

O índice de fundos imobiliários (Ifix) opera mais uma vez em queda nesta quarta-feira (09). Porém, segue acima dos 3.200 pontos e volta a aumentar a distância para a máxima histórica, de 3.253 pontos.

Por volta das 12h30 (de Brasília), o Ifix caía 0,14%, aos 3.212 pontos. Contudo, o volume de negócios era baixo para o horário, abaixo dos R$ 80 milhões.



Entre os fundos imobiliários listados no Ifix, o WHG Real Estate (WHGR11) tinha a maior alta no horário acima, de 1,4%. Em contrapartida, o Tordesilhas EI (TORD11) liderava as perdas, com tombo de 5,2%.

FII de logística desbanca high grade e é o mais indicado para agosto; veja seleção

Pior fundo imobiliário de 2023 deixa de pagar dividendos, de novo

Os cotistas do Tordesilhas chegaram ao sexto mês sem saber o que é receber dividendos. O FII confirmou esta semana que, por mais um mês, não pagará os proventos em agosto por não apresentar resultados.

A última vez que o TORD11 distribuiu rendimentos mensais foi em fevereiro, de R$ 0,05 por cota. No mês seguinte, o fundo de papel disse que havia registrado caixa positivo. Porém, não faria o pagamento. Desde então, o Tordesilhas vem ressaltando a falta de caixa para pagar proventos.

Com o desempenho de hoje, o FII tem o pior desempenho de 2023 entre os listados no Ifix com um tombo de 62%.

Neste mês, outros fundos imobiliários anunciaram que não distribuirão dividendos. Entre eles, o VBI TR Faria Lima 4440 (FLFL11) e, por mais um mês, o REC Logística (RELG11).

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin