Geada no café teve menor impacto e o pior já passou? Bolsa de Nova York achou que sim

30/07/2021 - 17:11
Café
Em colheita, café do Sul de Minas mapeia perdas com as últimas geadas, depois de meses de seca (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

Não estão descartados os prejuízos que ainda estão sendo contabilizados sobre os cafezais, depois dos dois últimos dias de frio intenso, mas nesta sexta (30) o monitoramento internacional sobre o clima no Sul de Minas viu que as geadas na última madrugada podem ter tido um reflexo menor do que o esperado.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também divulgou que o pior do frio pode ter passado.

Com isso, o futuro de setembro, o vencimento principal de referência na bolsa de commodities de Nova York para o contrato C do café arábica, devolveu mais de 1.690 pontos (menos 8,50%), concluindo os trabalhos em 179,55 centavos de dólar por libra-peso.

Essa possibilidade de recuo dos preços, caso o impacto da ocorrência de geadas fosse menor, tanto em abrangência quanto em intensidade, foi discutido por Money Times ainda dia 26.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 30/07/2021 - 17:11

Cotações Crypto
Pela Web