Hong Kong prende quatro pessoas por lavagem de US$ 113 milhões em cripto

15/07/2021 - 10:31
Traduzido e editado por Vitória Tonetti Martini
Hong Kong
Segundo um oficial da polícia de Hong Kong, os suspeitos cobravam de seus clientes criminosos uma comissão que variava entre 3% e 5% (Imagem: Unsplash/Serey Kim)

Autoridades da alfândega de Hong Kong prenderam quatro suspeitos de lavar dinheiro de origem criminosa por meio de criptomoedas.

Segundo o site South China Morning Post nesta quinta-feira (15), a alfândega de Hong Kong disse que o suposto grupo lavou HKD$ 1,2 bilhão (US$ 150 milhões) em fundos ilegais, sendo a maior parte por meio da stablecoin tether (USDT). 

De acordo com Mark Woo Wai-kwan, superintendente sênior do departamento de investigação de crimes da alfândega de Hong Kong, as operações de lavagem duraram 15 meses por meio de empresas-fantasma através de 40 carteiras de tether. 

“Nossa investigação revelou que o grupo lavou cerca de HKD$ 880 milhões usando a criptomoeda, entre fevereiro de 2020 e maio de 2021”, disse Woo, segundo a notícia do site local. Acredita-se que o valor restante foi lavado por meio de métodos convencionais.

A alfândega prendeu o líder do grupo, de 33 anos, e três outros locais, com idades de 24 a 36 anos, na quinta-feira passada (8).

A notícia citou um policial anônimo, que afirmou que os suspeitos cobravam de seus clientes criminosos uma comissão que variava entre 3% e 5%. Segundo Woo, as medidas repressivas do caso envolvendo criptoativos foi o primeiro desse tipo na cidade.

O policial disse que a investigação mostrou que os fundos foram enviados a contas bancárias pertencentes a pessoas e empresas de Hong Kong, China continental e Cingapura. 

Apesar de estarem investigando a origem do dinheiro lavado, o uso de criptomoedas torna mais difícil rastrear as atividades, disse Woo.

No entanto, o informe do jornal local disse que a magnitude deste caso “é menor em comparação” com a maior operação contra lavagem de dinheiro em Hong Kong, que ocorreu em 2012 e envolveu HKD$ 13,1 bilhões, cerca de US$ 1,6 bilhão. 

No início deste ano, o The Block informou que o aumento no número de condenações na China continental desde o último trimestre de 2020 também pode ser um indicador do maior uso de USDT em atividades de lavagem de dinheiro dentro da China.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Tonetti Martini - 15/07/2021 - 10:31

Cotações Crypto
Pela Web