Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ibovespa afunda mais de 3% após digerir “feriado turbulento”; Gol e Azul caem mais de 5%

12/06/2020 - 12:09
Ibovespa
O feriado de ontem na bolsa brasileira foi marcado por quedas no exterior (Imagem: Reuters/Amanda Perobelli)

O Ibovespa iniciou a última sessão da semana em queda, refletindo o mergulho de mercados globais na véspera, dia em que a bolsa brasileira não abriu devido ao feriado de Corpus Christi. Porém, uma recuperação no exterior nesta sexta-feira, mitigava o movimento negativo do índice nacional.

Às 12:09 (horário de Brasília), o Ibovespa (IBOV) caía 3,14%, a 921.717,49 pontos.

Na quinta-feira, bolsas internacionais derreteram diante de temores sobre uma segunda onda da pandemia de Covid-19 nos Estados Unidos e de uma projeção econômica sombria do Federal Reserve. Em Nova York, o Dow Jones caiu 6,9% e o S&P 500 perdeu 5,89%. O (EWZ), ETF do Ibovespa negociado em Wall Street, recuou 7,84%.

Mas índices globais registravam uma forte recuperação na manhã desta sexta-feira, com o S&P avançando 1,9% e o Dow Jones 2,3%, o que reduzia a pressão sobre o Ibovespa.

Para analistas da Infinity Asset, novas correções fortes não serão surpreendentes, levando em conta que “bolsas internacionais continuam a sustentar suas altas na pesada liquidez e em as ações de risco alto, beta e valor elevados e capitalização reduzida.”

Uma pesquisa da Reuters apontou que a taxa básica de juros do Brasil deve cair para a mínima de 2,25% ao ano na próxima quarta-feira, com o Banco Central ampliando um esforço emergencial para revigorar a atividade econômica prejudicada pela pandemia de coronavírus.

Brasília BCB Banco Central
Selic deve cair para uma mínima de 2,25% ao ano na próxima quarta-feira (Imagem: Agência Brasil)

A recuperação da economia do país após a pandemia deverá ser mais lenta do que o esperado anteriormente, afirmou o estrategista da Terra Investimentos, Marco Harbich.

Ao contrário da expectativa do mercado, a retomada da economia não será em ‘V‘, seguirá bastante lenta a partir do quarto trimestre deste ano”, afirmou, acrescentando que prevê uma queda de 6,3% no PIB do Brasil este ano.

Destaques

Petrobras (PETR3PETR4) recuavam 3,3% e 2,9%, respectivamente, diante da queda do preço do contrato futuro do petróleo na véspera, que se recuperava nesta manhã, mas ainda abaixo de níveis de quarta-feira.

Itaú Unibanco (ITUB4) recuava 2%, em sessão negativa para o setor bancário. Bradesco (BBDC4) caía 2% e Santander Brasil (SANB11) perdia 1,65%.

BR Distribuidora (BRDT3) ganhava 1,2%. A empresa divulgou na noite de quarta-feira lucro líquido de 234 milhões de reais no primeiro trimestre, queda de 50,9% ante mesmo período do ano anterior.

BR Distribuidora BRDT3
Para analistas, a BR Distribuidora “arrumou a casa” enquanto enfrenta a pandemia (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

Gol (GOLL4) recuava 5,3%. A companhia aérea informou na noite de quinta-feira que não está discutindo extensão de prazo de pagamento de um empréstimo de 300 milhões de dólares que vence em agosto. No setor, Azul (AZUL4) perdia 5,4%.

Via Varejo (VVAR3) ganhava 0,3%, como destaque positivo do índice, com Magazine Luiza (MGLU3) perdendo 1,6% e B2W (BTOW3) recuando 0,6%, após permanecer em alta durante boa parte da manhã.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Lucas Simões - 12/06/2020 - 12:10