Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ibovespa caminha para 1ª semana positiva em um mês após PEC

04/03/2021 - 18:08
Ibovespa
Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,35%, a 112.690,17 pontos  (Imagem: REUTERS/Ralph Orlowski)

O Ibovespa (IBOV) fechou em alta nesta quinta-feira, após o texto da PEC Emergencial aprovado no Senado corroborar algum alívio nos receios fiscais, mas sem conseguir se manter acima dos 114 mil pontos com a forte correção negativa em Wall St.

Investidores também repercutiram notícias corporativas, como a divulgação pela Rumo (RAIL3) de previsões para 2021/2025 sugerindo forte crescimento no horizonte, que fez as ações do braço de logística do grupo Cosan saltarem mais 7%.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,35%, a 112.690,17 pontos. Na máxima do pregão, chegou a 114.433,38 pontos. O volume financeiro somou 47,9 bilhões de reais.

Na semana, o Ibovespa acumula alta de 2,4%, que se confirmada na sexta-feira será a primeira performance semanal positiva em um mês.

O Senado brasileiro concluiu nesta sessão a votação da PEC Emergencial, abrindo caminho para a concessão do auxílio financeiro aos mais vulneráveis limitado a 44 bilhões de reais a ser excepcionalizado das regras fiscais em 2021.

A PEC também estabelece os chamados gatilhos fiscais, a serem acionados quando a despesa obrigatória ultrapassar 95% da despesa primária total. Apesar de não favorecer ajuste, os piores cenários foram descartados.

Na visão do analista do Safra Cauê Pinheiro, a proposta aprovada foi positiva por não tirar o Bolsa Família do teto de gatos e definir um limite para o auxílio emergencial, embora não tenha apresentado contrapartida para o aumento de gastos.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a Casa discutirá a PEC na próxima terça-feira, com chance de ter sua admissibilidade analisada, para então ter o mérito votado em dois turnos no plenário na quarta.

Em Nova York, o S&P 500 caiu 1,34% e o Nasdaq Composite fechou em baixa de 2,11% – para quase 10% abaixo do recorde de fevereiro, após o chair do Federal Reserve desapontar investidores preocupados com os Treasuries.

Embora Jerome Powell tenha dito que a alta nos yields dos títulos do Tesouro dos EUA foi “notável”, ele não o considerou um movimento “desordenado” ou que tenha empurrado as taxas de longo prazo a níveis tão altos a ponto do Fed ter de intervir.

O titular do BC norte-americano ainda reiterou a promessa de manter o crédito livre e fluindo até que os norte-americanos voltem ao trabalho.

A bolsa paulista fechou com investidores à espera de uma série de resultados corporativos, incluindo B3, Lojas Americanas, B2W, Natura&Co, CCR, Iguatemi e MRV.

Destaques

Bradesco (BBDC4) avançou 3,87% e Itaú Unibanco (ITUB4) subiu 3,14%, respondendo por relevante suporte ao Ibovespa.

Banco do Brasil (BBAS3)  valorizou-se 3,62% e Santander Brasil (SANB11) fechou em alta de 2,89%.

Petrobras (PETR4) subiu 4,86%, experimentando uma trégua na pressão vendedora, com endosso da alta expressiva do preço do petróleo no exterior. Até a véspera, o papel acumulava queda de 4,7% apenas nesta semana. Petrobras (PETR3) avançou 4,29%.

Rumo (RAIL3) valorizou-se 7,36%, após estimar volume transportado entre 72 bilhões e 76 bilhões de toneladas por quilômetro útil (TKU) e de 99 bilhões a 109 bilhões em 2025.

Na esteira, Cosan (CSNA3) subiu 8,68%.

Cia Hering ON saltou 8,62%, apesar da queda no lucro do último trimestre de 2020, enquanto as vendas mesmas lojas subiram 1%. A reação veio após a ação cair 13,7% em fevereiro, com março negativo em 1,1% até a véspera.

Ultrapar (UGPA3) fechou com acréscimo de 6,2%, em sessão de ajustes, após seis pregões consecutivos de queda, tendo acumulado no período declínio de 14,8%.

BR Distribuidora (BRDT3)  avançou 6,79%.

Vale (VALE3) caiu 1,48%, sofrendo realização de lucros após ganhos fortes no começo da semana, alinhada a outras mineradoras no exterior. Até a véspera, Vale subia mais de 6% na semana. No ano, a alta era de 14,75%.

Taesa (TAEE11) valorizou-se 6,02%, após lucro de 829 milhões de reais no quarto trimestre, um salto de 194,7% ano a ano, ajudada pela disparada do IGP-M, aquisições e conclusão de projetos, além de anúncio de dividendo adicional.

Gol(GOLL4)  cedeu 5,02%, com dados de tráfego mostrando queda na demanda em fevereiro.

Azul (AZUL4) recuou 0,16%, após reduzir prejuízo trimestral, mas diante de desafios com a nova onda de Covid-19 no país.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 04/03/2021 - 18:52