Kassandra DAO quer ser a XP Investimentos do mundo cripto, e vai distribuir produtos na rede Avalanche

Leonardo Rubinstein Cavalcanti
03/12/2021 - 13:27
Kevin Voigt, líder de projeto Kassandra DAO, faz um paralelo com um produto do mercado tradicional: “Efetivamente, a Kassandra é uma gestora de produtos descentralizados. Um bom paralelo a ser feito seria com algo como a XP.” (Imagem: Kassandra/Twitter)

O protocolo Kassandra será uma organização autônoma descentralizada, DAO na sigla em inglês, que busca oferecer para os investidores um conjunto de fundos de índice, elaborado por meio de contratos autônomos e alimentados por dados do mundo físico.

Aqueles que possuírem o token de governança do protocolo Kassandra DAO ($KACY) poderão votar em decisões como: gerenciar os produtos de investimento existentes, criar novos produtos com novas estratégias de gerenciamento e votar em atualizações do protocolo.

Em outras palavras, a Kassandra DAO busca ser uma gestora de produtos financeiros descentralizados, em que  os gestores de portfólios são os próprios detentores do token da DAO.

Kevin Voigt, líder de projeto Kassandra DAO, faz um paralelo com um produto do mercado tradicional: “Efetivamente, a Kassandra é uma gestora de produtos descentralizados. Um bom paralelo a ser feito seria com algo como a XP.”

Ele continua o raciocínio dizendo que investir no token da Kassandra é diferente de investir nos produtos oferecidos por ela.

“Investir em algum produto da Kassandra é diferente de investir na Kassandra. Da mesma forma em que você pode investir na corretora XP ou nos produtos que ela está te vendendo. São coisas diferentes”.

A previsão é que o protocolo seja lançado na rede de contratos autônomos da Avalanche, e se estenda para outras plataformas.

Como funciona o protocolo Kassandra DAO?

A proposta é reinventar o investimento tradicional em fundos de índices, ou ETFs, usando a tecnologia das finanças descentralizadas (DeFi). Uma das diferenças entre investir pela DAO e por uma gestora institucional é a autocustódia dos ativos.

Em uma gestão centralizada, a custódia dos ativos é feita pela própria instituição, enquanto que a Kassandra implementa o fator descentralização, fazendo com que os investidores possuam de fato os ativos em sua carteira virtual

“Ao investir em um produto da Kassandra, você está comprando um ativo que é inteligente, mas totalmente seu. Muito mais do que investir em um fundo, é você pegar o seu dinheiro e deixar ele se transformar de uma forma inteligente”, diz Voigt.

O modelo será semelhante ao design já existente de Smart Indexed Pools (SIP) do Balancer Protocol, entretanto, a Kassandra terá compatibilidade com oráculos para permitir o gerenciamento ativo de dados externos.

Os chamados oráculos são protocolos que têm a função de fazer a ponte entre um determinado blockchain e dados do mundo físico.

Os fundos de índice da Kassandra, irão funcionar basicamente como um formador de mercado automatizado (AMM) para vários ativos, mas com pesos ajustáveis ​​dinamicamente, e que podem ser alterados usando esses dados externos.

Após investir em um fundo, o usuário receberá um Token de Índice, que representa uma propriedade fracionária dos ativos, algo como a quantidade de cota do produto que foi adquirida.

Os ativos administrados terão participações ajustadas pelo provedor de dados e, a qualquer momento, o usuário poderá devolver seu Token de Índice ao protocolo para resgatar seu investimento.

Após a solicitação, o Token de Índice será avaliado pelo valor total dos ativos administrados no momento do resgate – funcionando de forma semelhante a um ETF de mercado tradicional.

O protocolo possibilita eventuais parcerias com fundos de investimento quantitativos, provedores de dados externos e gestores de fundos para criar portfólios de produtos de investimento, todos gerenciados pelo DAO Kassandra.

Atualmente, já existem alguns protocolos como Index Coop, Indexed, Set Protocol que viabilizam a criação desse tipo de fundo de índice descentralizado.

Entretanto, o protocolo Kassandra será o primeiro que permite a criação desses índices com base em estratégias geradas através de dados fornecidos externamente por oráculos, para realizar uma gestão ativa de ativos.

A proposta de agregar valorização ao token da DAO por meio de uma administração rentável desses investimentos e produtos oferecidos por ela também é algo novo no mercado de criptomoedas.

“Avalanche Social Index” – o primeiro fundo de índice da Kassandra DAO

O primeiro produto oferecido pelo protocolo, que será lançado junto com a DAO, é o “Avalanche Social Index”. O índice em específico busca investir nos criptoativos que possuem uma maior “pontuação social”.

A indexação vai funcionar em parceria com a startup Heimdall, responsável por colher dados sociais, como quantas vezes um termo, ou um token, é mencionado nas redes, e principalmente por quem.

Modelo do primeiro produto que será oferecido pela Kassandra DAO. (Imagem: Kassandra/Medium)

Após atrelar esses dados da Heimdall no blockchain por meio de um oráculo, será possível indexar os tokens com maior pontuação social em um fundo de índice oferecido pela Kassandra DAO.

“Será possível facilmente investir em projetos com grande atividade social comprando um único produto, um único token. Após comprar este token, ele vai automaticamente investir esse dinheiro em outras coisas”, nesse caso indexado a tokens com grandes pontuações sociais.

Voigt explica que o trabalho de coleta de dados da Heimdall muito se assemelha com a forma com que o Google escolhe os primeiros sites colocados em seu mecanismo de busca.

“A Heimdall criou esse sistema que olha especialmente para o Twitter, e faz uma análise de grafo. A partir desta análise, é possível ter uma noção de centralidade, no sentido de saber quais são as pessoas que mais recebem interações e quem são as pessoas que interagem com elas.”

Ele comenta que dessa forma é possível rastrear a pontuação social de um token. Além disso, lembra que mais importante que a quantidade de pessoas falando sobre um projeto, é quem está falando sobre ele.

Segundo Voigt, a pontuação social de um token comentado diversas vezes por um único influencer do Twitter é muito maior do que outro token sendo comentado por centenas de “robôs”, ou contas falsas.

“Bot [como são chamados esses robôs] contribui muito pouco para a métrica de pontuação social da Heimdall, assim como contribui muito pouco para o ranqueamento do Google”.

Voigt comenta que pode ser o começo de um enorme leque de produtos oferecidos pela DAO:

“As possibilidades são ilimitadas, a ideia é que a gente continue lançando mais produtos inovadores, com outras teses de investimentos, e sempre permitindo que os usuários se exponham a essas teses complexas comprando um único token”.

Última atualização por Vitória Martini - 08/12/2021 - 10:24

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web