Minerva certifica uso de energia limpa em 100% das operações

07/06/2021 - 11:07
Com o negócio, a Minerva torna-se a primeira empresa do setor a ter emissões líquidas zero no escopo 2, disse a empresa em comunicado nesta segunda-feira (Imagem: Instagram/Minerva)

A Minerva (BEEF3) maior exportadora de carne bovina da América do Sul, anunciou a compra de certificados de energia renovável para cobrir a demanda de 100% de suas operações no Brasil e na região.

Com o negócio, a Minerva torna-se a primeira empresa do setor a ter emissões líquidas zero no escopo 2, disse a empresa em comunicado nesta segunda-feira.

O anúncio vem em momento de forte procura de grupos locais e multinacionais com operações no Brasil pela compra de certificados de energia limpa, que garantem a origem renovável da eletricidade usada em suas atividades.

O Instituto Totum, responsável no Brasil pelas emissão das certificações, conhecidas como I-RECs, disse à Reuters no mês passado que elas devem mais que dobrar no país neste ano na comparação com 2020.

A Minerva disse que sua operação envolveu a compra de mais de 369 mil I-RECs.

“Para o Brasil, a companhia adquiriu certificados de energia eólica, já para os países da América do Sul, foram comprados os de energia mista, eólica e hidrelétrica, garantindo uma matriz energética renovável em todas as operações”, explicou.

Em meio a metas ligadas a sustentabilidade, a Minerva se comprometeu a reduzir em 30% a intensidade das emissões de gases de efeito estufa (GEE) nos escopos 1 e 2 até 2030; e a manter sua matriz energética carbono neutro, com 100% da energia advinda de fontes renováveis.

Minerva
A Minerva disse que sua operação envolveu a compra de mais de 369 mil I-RECs (Imagem: Gustavo Kahil/ Money Times)

A empresa disse que deverá investir até 1,5 bilhão de reais “nos próximos anos” em ações para reduzir emissões em toda sua cadeia produtiva.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 07/06/2021 - 11:07

Pela Web