Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

O mentiroso: Craig Wright tem pedido negado pela justiça em caso bilionário de bitcoin

22/09/2020 - 8:11
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Craig Wright, um programador australiano, afirmou ser Satoshi Nakamoto em 2016. Ele forneceu algumas evidências que, depois de algum tempo, foram consideradas duvidosas, já que estavam publicamente disponíveis no registro (Imagem: Forbes)

O processo judicial Kleiman vs. Wright irá a julgamento agora que um tribunal federal negou a moção de Craig Wright por um julgamento sumário. Mais de um bilhão de dólares em bitcoin está centralizado na disputa.

Craig Wright está envolvido em uma batalha jurídica com o patrimônio de seu antigo parceiro de negócios desde 2018, em que requerentes alegam que Wright tentou confiscar, de forma fraudulenta, a parte em bitcoins e propriedade intelectual do falecido David Kleiman que os dois possuíam juntos em seus acordos comerciais.

Wright disse que ele é o pseudônimo criador do Bitcoin, conhecido como Satoshi Nakamoto, e que Kleiman foi uma parte essencial na criação do Bitcoin. Porém, repetidas vezes, Wright foi tido como mentiroso em relação a essas afirmações.

A saga Craig Wright: suposto criador do Bitcoin
é novamente chamado de “fraude”

Ele tentou escapar do caso mais recentemente, ao pedir por uma moção de julgamento sumário, que afirma que fatos essenciais não estão em discussão e, assim, o caso seria descartado.

Porém, o Distrito Sul da Flórida discordou, afirmando que inúmeros fatos ainda estão em discussão em um parecer de quase cem páginas.

Stephen Palley, sócio da empresa de advocacia Anderson Kill, detalhou inúmeras percepções importantes do parecer em seu perfil no Twitter, afirmando: “essa foi uma grande perda por Wright em um parecer detalhado e bem-fundamentado”.

Dentre eles, o tribunal disse que o estatuto de limitações relacionado ao caso ainda parece incerto, pois existe uma “disputa genuína” em como Kleiman e Wright terminaram sua parceria.

Wright afirma que isso aconteceu em 2011, mas uma mensagem de Wright em 2013 diz que ele e Kleiman estavam “trabalhando em algo há algum tempo”.

Em seguida, o tribunal disse ser possível que as ações de Wright fizeram com que o patrimônio de Kleiman fosse abrandado após ter dito que iria transferir os fundos, o que estenderia o tempo antes de qualquer ação legal e acumular dívidas contra o estatuto de limitações.

Outros argumentos de Wright, incluindo que qualquer fraude alegada não prejudicou o patrimônio de Kleiman, foram todo rejeitados. Além disso, um erro processual pode ter piorado as coisas para Wright.

A defesa de Wright não enviou uma declaração em resposta aos fatos materiais ou a uma citação de registro para apoiar um argumento.

O julgamento acontecerá em janeiro de 2021. Segundo Palley, as questões relacionadas ao estatuto de limitações são a única defesa restante de Wright após a rejeição de outros argumentos desse parecer.

Bê-a-bá Cripto: Satoshi Nakamoto,
o anônimo criador do Bitcoin

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 22/09/2020 - 8:14