Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bê-a-bá Cripto: Satoshi Nakamoto, o anônimo criador do Bitcoin (Parte 1)

04/04/2020 - 11:00
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O whitepaper do Bitcoin foi lançado primeiramente no fim de 2008 quando seu criador o enviou para um número de remetentes de uma lista de e-mail criptografada. Curiosamente, seu criador assumiu uma identidade falsa sob o pseudônimo de Satoshi Nakamoto que persiste desde então (Imagem: Crypto Times)

No dia 3 de janeiro de 2009, Satoshi Nakamoto trouxe a rede Bitcoin à luz ao minerar o primeiro bloco do registro.

No primeiro bloco, conhecido como Bloco Gênesis, ele acrescentou a seguinte frase: “The Times, 03/jan/2009: Chanceler à beira da segunda recuperação financeira dos bancos”.

Essa é uma possível alusão aos problemas enfrentados pela crise econômica global da época:

“Block 0”, ou “Bloco Gênesis”, o primeiro bloco transmitido à rede Bitcoin, um marco para a história cripto (Imagem: Bitcoin.com)

Muitos acreditam que o Bitcoin seja uma junção de ideias originadas do movimento “criptopunk”. Anteriormente, Nakamoto havia publicado um artigo, afirmando:

“O problema principal do dinheiro convencional é toda a confiança  necessária para fazê-lo funcionar. Deve-se confiar que o banco central não deprecie a moeda, mas a história das moedas fiduciárias é cheia de brechas dessa confiança. Devemos confiar que bancos retenham nosso dinheiro e o transfiram eletronicamente, mas eles o emprestam em ondas de bolhas de crédito com praticamente uma fração de reservas”.

O consequente ativo criptográfico do whitepaper do Bitcoin sugere que ou Nakamoto era adepto à economia e computação para criar um sistema tão seguro e sólido como o Bitcoin ou foi um esforço colaborativo.

É importante perceber que não existe registro de um programador com o nome “Satoshi Nakamoto” antes de 2008. Além disso, tanto o endereço de e-mail como o site que ele utilizou não conseguiram ser rastreados de volta para fonte alguma.

É bem curioso pensar no porquê uma pessoa que possui tanto conhecimento escolheu se manter anônima e foi tão longe para preservar sua privacidade.

A anonimidade também deve ter sido por conta da descentralização: o sistema deve ser autossuficiente, sem que uma autoridade central dite o que precisa ser feito, e comandado por uma comunidade que, unida, garantirá a melhoria da rede (Imagem: Pixabay/geralt)

Possíveis motivos para a anonimidade de Nakamoto

Já que Nakamoto estava tentando criar um sistema descentralizado de pagamentos de ponto a ponto, é possível que ele tenha permanecido anônimo para evitar a possibilidade de se tornar o líder do sistema e, dessa forma, fazer com que pessoas confiem nele como o criador, em vez de confiar no sistema.

Além disso, é provável que qualquer anúncio feito por Satoshi seria considerado um conselho de investimento por aqueles que detêm bitcoin, o que poderia resultar em movimentações de preço. Tudo isso pode ter acontecido independente da vontade do criador.

Essa teoria de acontecimentos parece bem relevante quando se pensa nas circunstâncias que levaram Charlie Lee, o criador do litecoin (LTC), decidir se livrar da maioria de suas posses em LTC.

No fim de 2017, em uma publicação no fórum Reddit, Lee explicou sua decisão:

“Toda vez em que tuito sobre o preço do Litecoin ou sobre notícias boas ou ruins, eu sou acusado de fazer isso por benefício pessoal. Algumas pessoas até acham que eu tenho posições vendidas em LTC! Então, de certa forma, para mim, é um conflito de interesse deter LTC e tuitar sobre isso porque eu tenho muita influência”.

Litecoin price, tweets, and conflict of interest from litecoin

Seria possível que Nakamoto tenha decidido permanecer anônimo para evitar todas essas possibilidades de conflito de interesse?

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 03/04/2020 - 20:58