Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

O que o ajuste de dificuldade significa para a rede Bitcoin?

26/03/2020 - 15:01
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O ajuste irá fornecer o alívio necessário para os mineradores restantes, que estão demorando ainda mais tempo para minerar blocos após a taxa de hashes cair (Imagem: Pixabay/Megan_Rexazin)

Ontem, a rede Bitcoin passou por seu segundo maior ajuste negativo de dificuldade na História.Após duas semanas penosas em que vimos o preço do bitcoin cair mais de 50% em apenas um dia e a queda estimada na taxa de hashes (velocidade de operação em que um dispositivo de mineração de criptoativos) caiu em 40% desde seu primeiro aumento em março, espera-se que o nível de dificuldade do bitcoin caia de 15 a 16%.

Taxa de hashes do bitcoin: o bitcoin sofreu uma queda histórica na taxa de hashes após um dos piores dias de sua rede.

O limite superior da variação indica que o recente ajuste negativo na dificuldade é o maior da História. O limite inferior da variação seria o terceiro maior.

Ajustes históricos de dificuldade do Bitcoin: ajuste recente poderia ser o segundo maior ajuste negativo na história do Bitcoin.

O ajuste irá fornecer o alívio necessário para os mineradores restantes, que estão demorando ainda mais tempo para minerar blocos após a taxa de hashes cair.

Intervalo entre blocos do Bitcoin: após a taxa de hashes despencar após a queda de preço influenciada pelo coronavírus, o intervalo entre blocos aumentaram consideravelmente.

Um sistema autoajustável

Embora uma drástica queda na taxa de hashes pareça catastrófica, provocando as chamadas “espirais da morte de mineração” por nove anos, é simples a teoria do jogo do porquê esse não é o caso.

Se o preço do bitcoin cair, mineradores marginais ficarão off-line e o bitcoin irá reajustar a dificuldade de mineração nos próximos 2.016 blocos para assegurar que os intervalos entre blocos permaneçam estáveis.

(Tradução feita a partir do gráfico de Nic Carter)

As principais nuances que o ceticismo falha em entender quando se fala de mineração de bitcoin é que o conjunto de mineradores consiste em inúmeras entidades independentes, com suas próprias estruturas de custo e balanços.

Mineradores não levantam e caem de uma vez, mas levantam e caem como indivíduos. Mineração é uma competição, então mineradores que são menos competitivos simplesmente perdem.

Com o halving do bitcoin previsto para acontecer nos próximos dois meses, espere que medos de “espirais da morte de mineração” ressurjam.

Assim como discutimos anteriormente, poderemos ver outra queda dramática na taxa de hashes por conta da próxima redução por bloco do bitcoin e incerteza contínua sobre o coronavírus.

Tal cenário pode danificar a narrativa do halving (que não faz sentido, de qualquer forma), mas está bem longe de danificar a rede Bitcoin.

O blockchain Bitcoin vai continuar transmitindo blocos a cada dez minutos — um sinal de estabilidade em uma época instável.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 26/03/2020 - 15:02