Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Os 10 maiores fundos de ICO: sucesso, polêmicas e lições aprendidas (parte 1)

07/03/2020 - 15:00
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
ico investimento token
Com a explosão de ICOs em 2017, vamos relembrar quais foram bem-sucedidas em ganhar atenção inicial sobre seus projetos e quais tiveram desempenhos medíocres desde então (Imagem: Freepik/vectorpouch)

Desde a moeda lastreada em petróleo, criada para evitar sanções econômicas globais, para outra que financia um cassino em Macau e uma outra que forçou a Ethereum a realizar uma bifurcação, relembre algumas das maiores e mais controversas ofertas iniciais de moeda (ICOs).

1. Petro (PTR) – 5 bilhões

Embora o projeto petro tenha levantado a maior quantia de qualquer ICO nesta lista, é provável que seja a mais controversa. A criptomoeda petro foi criada pelo governo venezuelano em fevereiro de 2018 como uma forma de evitar sanções econômicas.

O governo venezuelano teve um histórico desanimador nos últimos anos. Dentre os vários problemas, estão a violação dos direitos humanos, corrupção desenfreada e hiperinflação de sua própria moeda nacional, o bolívar.

Com todos esses problemas, quem de fato investiu nesse projeto? Dizem que representantes do governo russo ajudaram a Venezuela a lançar o petro.

Isso torna controversa a criptomoeda, de uma perspectiva política. Na verdade, o governo dos EUA proibiu que seus cidadãos negociassem com petro. Até mesmo dois dos próprios órgãos regulatórios da Venezuela a consideraram uma criptomoeda ilegal.

EOS é uma plataforma muito controversa e alguns disseram que sua estratégia era um direcionador de especulação (Imagem: Facebook/Block.one)

2. EOS – 2,5 bilhões

EOS é um projeto que nasceu para a criação de uma melhor plataforma de blockchain para aplicações descentralizadas (dapps). O objetivo é fornecer a segurança do bitcoin (BTC) e do poder computacional do ether (ETH).

Também promete ser capaz de processar um milhão de transações por segundo em máquinas com 100 GPUs. A combinação de escalabilidade e a facilidade de uso foi o que atraiu muitos investidores.

Uma das maiores controvérsias sobre a EOS é a sua estrutura de ICO, que utiliza um modelo de distribuição contínuo durante mais de um ano (que determinou no dia 1º de junho de 2018).

Durante a ICO, EOS estava listada em corretoras de cripto, uma prática não muito comum para quase todos os outros projetos parecidos. Essa estratégia foi criticada por algumas pessoas, como se fosse uma forma de a EOS direcionar especulação e colocar investidores uns contra os outros.

telegram
Alguns acreditam que a governança sobre os tokens do Telegram ameaça a descentralização (Imagem: Twitter/Telegram)

3. Telegram (GRAM) – 1,7 bilhões

Telegram ganhou força rapidamente. Em uma época em que plataformas de redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter pareciam invencíveis, Telegram contrariou as possibilidades e se tornou o aplicativo de rede social número um em mais de 100 países.

O que é bem interessante sobre a ICO do Telegram é que, até agora, todos os seus fundos foram levantados em duas vendas privadas, que só estavam disponíveis para investidores qualificados nos EUA.

Quanto dinheiro é necessário para se investir em um token GRAM? Estima-se que seja US$ 20 milhões de “forasteiros” e US$ 500 mil para “amigos”.

Isso é bem preocupante para alguns investidores porque o fornecimento de tokens GRAM terá que ser muito centralizado, ou seja, poucos investidores com alto poder aquisitivo terão controle sobre os fundos. Isso vai na direção contrária da descentralização promovida pela maioria dos outros projetos.

Detentores de DRG poderão usar tokens no novo cassino quando este for construído (Imagem: Dragon Corp/XBD)

4. Dragon (DRG) – 320 milhões

Dragon é a criptomoeda mais diferente desta lista. Isso porque é lastreada por um ativo físico do mundo real: um cassino flutuante em Macau. Detentores de DRG poderão usar tokens no novo cassino quando este for construído.

Esse projeto pode mudar a crescente economia de apostas em Macau, que estimam ser vinte vezes maior que o setor de apostas em Las Vegas. DRG tokens vão ser usados para evitar restrições de fluxo de capital dentro e fora da China, tornando apostas mais convenientes para cidadãos chineses.

20% do financiamento da ICO foi direcionado para a construção do Dragon Pearl Hotel Casino de US$ 300 milhões. O interessante é que 80% dos fundos necessários para a construção do cassino estão sendo pagos pelo governo norueguês.

E o que é ainda mais controverso é que Dragon foi associada a um escândalo relacionado à Cambridge Analytica, que estaria obtendo informações de usuários do Facebook para a campanha eleitoral de Donald Trump em 2016.

huobi
Apenas sua base de usuários ativa e já existente adquiriu pacotes de HT usando outras criptomoedas (Imagem: Huobi Global)

5. Huobi (HT) – 300 milhões

Atualmente, Huobi está em 31º no ranking de corretoras cripto e, anteriormente, era diferente da maioria delas porque não possuía seu token nativo.

Porém, por conta da popularidade de tokens nativos de corretoras, a empresa lançou seu próprio Huobi Token (HT).

Em vez de realizar uma ICO de grande escala e muito bem divulgada, Huobi permitiu que apenas sua base de usuários ativa e já existente adquirisse pacotes de HT usando outras criptomoedas.

O principal benefício do HT é seu uso como um utility token na plataforma de negociação da Huobi. Investidores que negociam usando HT como parte de um par de negociação recebem uma redução nas taxas de transação.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 06/03/2020 - 16:04