Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Os 10 maiores fundos de ICO: sucesso, polêmicas e lições aprendidas (parte 2)

08/03/2020 - 11:00
Com a explosão de ICOs em 2017, vamos relembrar quais foram bem-sucedidas em ganhar atenção inicial sobre seus projetos e quais tiveram desempenhos medíocres desde então (Imagem: Freepik/macrovector)

Parte 1

6. Hdac (DAC) – 258 milhões

Hdac (DAC) almeja ser a primeira plataforma de contratos e pagamentos de Internet das Coisas do mundo, usando a tecnologia de blockchain.

O impressionante é que a Hdac é apoiada pela montadora sul-coreana Hyundai. Essa oferta inicial de moeda (ICO) recebeu muito financiamento e muita publicidade na Coreia do Sul, mas não no restante do mundo.

Alguns criticaram Hdac, afirmando que o white paper do projeto falhou em estabelecer qualquer tipo de comparação entre si e o blockchain IOTA, seu principal competidor.

Uma das coisas mais interessantes sobre a venda de tokens da Hdac é a pequena quantidade vendida.

Diferente da maioria dos projetos, que almejam vender, pelo menos, 30 ou 40% do fornecimento total durante uma ICO, apenas 7% do fornecimento total foi vendido durante a ICO da Hdac em novembro/dezembro de 2017.

Alguns dizem que isso dá aos tokens DAC muito valor, enquanto outros dizem que a Hdac corre o risco de uma inflação desmedida conforme manda mais tokens nos próximos anos.

filecoin blockchain
Filecoin busca fazer a ponte entre o fornecimento de armazenamento extra e a necessidade em utilizá-lo, através do pagamento em tokens FIL (Imagem: Filecoin)

7. Filecoin (FIL) – 257 milhões

O conceito por trás da Filecoin é simples. O mundo é cheio de milhões de dispositivos com armazenamento extra além de milhões de pessoas que precisam de mais armazenamento.

Filecoin (FIL) planeja criar uma solução descentralizada de armazenamento de arquivos que permitirá que algumas pessoas paguem por armazenamento extra a outras pessoas usando tokens FIL.

Quando a Filecoin lançou sua ICO em setembro de 2017, era a maior da História. Porém, assim como a ICO do Telegram, o financiamento da Filecoin só estava disponível para investidores qualificados (pessoas que ganham US$ 200 mil por ano ou que possuem ativos que valem US$ 1 milhão).

Embora isso tenha ajudado a Filecoin a levantar o capital necessário para criar essa tecnologia inovadora, ainda não se sabe se FIL (ou qualquer outra cripto) pode ganhar valor após oferecer apenas uma venda privada de tokens.

tezos foundation
Assim como a EOS, Tezos conseguiu levantar muitos fundos por conta de seu objetivo ambicioso para criar o protocolo de blockchain necessário para o mundo (Imagem: Crypto Times)

8. Tezos (XTZ) – 238 milhões

Tezos ganhou muita atenção durante sua ICO, principalmente por conta de sua promessa em criar um novo tipo de algoritmo de consenso integrado.

A criptomoeda foi apoiada por Tim Draper, capitalista de risco do Vale do Silício. Assim como a EOS, Tezos conseguiu levantar muitos fundos por conta de seu objetivo ambicioso para criar o protocolo de blockchain necessário para o mundo.

Após o fim da ICO, Kathleen e Arthur Breitman, cofundadores da Tezos, descobriram que Johann Gevers, gestor de fundos, decidiu dar a si próprio um bônus de US$ 1,5 milhão sem avisar outros membros da equipe sobre isso.

Desde então, resultando em um processo judicial, isso trouxe uma grande nuvem escura sobre o projeto.

The DAO parecia um projeto destinado a trazer 100% da tomada de decisões comerciais descentralizadas aos projetos de blockchain (Imagem: Medium/Samuel Falkon)

9. The DAO (DAO) – 168 milhões

“The DAO” (empresa anônima descentralizada) é a ICO mais antiga desta lista. Quando The DAO lançou sua ICO em maio de 2016, houve muito empolgação sobre seu objetivo em criar um fundo de capital de risco descentralizado.

A intenção do projeto era criar um sistema de votação que permitiria que a comunidade determinasse como gestores de fundos de criptoativos poderiam gastar seus fundos, reduzindo ou possivelmente encerrando possíveis contextos, como o da Tezos.

De uma perspectiva de investidores, The DAO parecia um projeto destinado a trazer 100% da tomada de decisões comerciais descentralizadas aos projetos de blockchain.

No entanto, um hack logo após a ICO resultou na perda de 3,6 milhões em ether, ⅓ de todo o financiamento do projeto.

The DAO não conseguiu se recuperar e a comunidade Ethereum votou para reverter a perda através de uma bifurcação (hard fork), dividindo a rede em duas em Ethereum (ETH) e Ethereum Classic (ETC).

Em 2017, a SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, decidiu que os tokens DAO eram possíveis violações da lei nacional de valores mobiliários. Isso fez com que diversos projetos cripto mais novos enfrentassem batalhas jurídicas nos EUA.

Embora essa decisão tenha sido para manter a segurança de pequenos investidores contra projetos possivelmente fraudulentos, isso provavelmente instigou uma tendência em direção a um grande número de ICOs de investidores qualificados, como Telegram e Filecoin, que tiveram fornecimentos de token extremamente centralizados.

A ICO da Sirin Labs foi bem-sucedida porque o projeto tem um objetivo claro de criar uma experiência descentralizada e eletrônica para o consumidor (Imagem: Facebook/SIRIN LABS)

10. Sirin Labs (SRN) – 158 milhões

Sirin Labs, em parceria com a Foxconn, criaram um celular de blockchain chamado “Finney”, que está sendo vendido a US$ 999. O projeto incentivou sua criptomoeda ao permitir que detentores de tokens comprassem Finney na pré-venda com o uso de tokens SRN.

A ICO da Sirin Labs foi bem-sucedida porque o projeto tem um objetivo claro de criar uma experiência descentralizada e eletrônica para o consumidor. Em vez de usar Google Play ou Apple Store, usuários podem baixar e usar aplicativos descentralizados diretamente de seus celulares.

Sirin Labs também vai criar software que permite que seus usuários convertam um número de tokens do padrão ERC-20 através do Finney.

Havia boatos de que a tecnologia Tangle do IOTA também iria ser implementada nos produtos da Sirin Labs. Porém, em 2018, foi noticiado que a plataforma escolhida foi a Ethereum e “seguiram um caminho diferente”.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 07/03/2020 - 21:16