Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Qual o desempenho do mercado cripto nesta semana? Confira previsões

14/04/2020 - 10:14
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O preço de criptoativos recuou na semana passada, resultando num aumento de preço positivo. Apesar do pessimismo na atividade de preço, diversos sinais sugerem que criptoativos possam ter sucesso no curto prazo como uma alternativa digital aos mercados tradicionais que são mais diretamente afetados pelas medidas políticas à COVID-19 (Imagem: Freepik)

Foi uma semana de quedas nos mercados criptos, pois o preço do bitcoin (BTC) terminou a semana abaixo dos US$ 7 mil, caindo 6% nos últimos sete dias.

Finalizou um prazo de múltiplas semanas para os mercados do bitcoin e de outros criptoativos, em que o bitcoin aumentou 28% no mês e a capitalização total do mercado cripto subiu 19%.

O preço dos ativos número dois e três, ether (ETH) e ripple (XRP), terminaram a semana com uma baixa de 4% e 3%, respectivamente.

Apesar do pessimismo na ação de preço, surgiram notícias sobre o aumento do interesse do varejo nas plataformas de criptoativos, já que as economias mundiais continuam a sofrer com as demandas políticas e de recursos causadas pela COVID-19.

Isso parece fazer com que diversos negociadores experimentem utilizar criptoativos a curto prazo como uma alternativa a investimentos tradicionais, como ações nos mercados acionários dos EUA que, provavelmente, serão os mais afetados pelas adversidades macroeconômicas e pelos ciclos comerciais.

Em uma série de tuítes no dia 12 de abril, Cameron Winklevoss, coproprietário da corretora Gemini, ressaltou sua avaliação otimista das atuais condições de mercado para o bitcoin e os demais ativos criptográficos.

Ele sugeriu que “essa pandemia será um ponto de inflexão para o Bitcoin e o Metaverso”, que a comunidade deveria “HODL (reter) Bitcoins” e que o setor de varejo dos EUA vai continuar a sofrer por conta das questões relacionadas ao sistema fiduciário do dólar estadunidense, dada a sua dependência na emissão perpétua de dinheiro.

Na Rússia, país que demorou para ser atingido pela pandemia, existem relatos de um aumento drástico nos ataques de negação de serviço (DDoS) a corretoras de criptoativos e plataformas de comércio on-line no último mês.

De acordo com Alexei Parfentiev, chefe do departamento de análise Searchinform, os ataques têm, como alvo, a obtenção de informações confidenciais de usuários por meio de serviços que se tornaram populares durante a epidemia.

Zoom, aplicativo de videoconferência e de chamadas, que explodiu em popularidade por conta da pandemia, também foi alvo de ataques maliciosos para a coleta de dados confidenciais de usuários nos últimos meses.

Apesar de sua narrativa pessimista, muitos na comunidade Bitcoin estão céticos sobre o valor da criptomoeda como um ativo de refúgio durante épocas de incerteza econômica.

Arthur Hayes, CEO da Bitmex, argumentou, em sua popular coluna Crypto Trader Digest, que o bitcoin poderia cair para US$ 3 mil a curto prazo por conta do caos contínuo nos mercados tradicionais de investimento.

Nas palavras dele, “conforme o índice SPX cede e testa o nível dos 2 mil, espere que todas as classes de ativos se ferrem novamente”.

Hayes também sugere que as condições de mercado, em que negociadores reagem a anúncios de estratégias de recuperação financeira e de estímulo, podem gerar “fakeouts” a curto prazo durante uma maior tendência de baixa.

bitcoin gold
Em janeiro deste ano, o controverso projeto Bitcoin Gold passou por dois ataques a seu blockchain, que resultaram na perda de aproximadamente US$ 87,5 mil (Imagem: Bitcoin Gold)

O que vem por aí esta semana?

18 de abril: halving do Bitcoin Gold

A moda do halving continua essa semana, após o halving nos blockchains Bitcoin Cash (BCH) e Bitcoin SV (BSV) na semana passada.

Haverá mais um halving de outra bifurcação esta semana: Bitcoin Gold (BTG), que possui uma história controversa, cuja criptomoeda foi deslistada de inúmeras corretoras e que tem sido um projeto difícil de se trabalhar.

Foi uma semana difícil para ativos de grande capitalização de mercado, menos para o novo entrante no top 10, Chainlink (LINK). O token LINK foi um ativo “alfa” de destaque por um tempo e continua a mostrar sinais de sua “dissociação” com o bitcoin, tornando-o em uma ferramenta essencial de hedge para negociadores de criptoativos.

Um período pessimista do feriado prolongado terminou apagando o desempenho estável do preço do bitcoin da semana passada.

Com base em padrões semanais de volume, está se formando um padrão técnico e otimista para o bitcoin. Isso pode sugerir que atingiu uma queda a curto prazo e que o preço do mercado à vista pode subir em seguida.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 14/04/2020 - 10:19